"Somos Físicos". Assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todos os assuntos resultam de pesquisas coletadas na própria internet.

Welcome To My Blogger

terça-feira, 18 de junho de 2019

"Somos Físicos" 18 de Junho - Dia do Químico

 Resultado de imagem para dia do quimico

18 de Junho – Dia do Químico

O Dia do Químico foi criado a partir da lei nº 2800, assinada por Juscelino Kubitschek e que regulamentou a profissão.

No dia 18 de Junho de 1956, o então presidente Juscelino Kubitschek assinou a chamada “Lei Mater dos Químicos”, que regulamentou o exercício profissional do químico e permitiu a criação do Conselho Federal de Química (CFQ) e dos Conselhos Regionais de Química (CRQs). Dessa forma, o dia 18 de Juno passou a ser considerado como o dia do Químico.
O Dia do Químico é uma homenagem a todos os profissionais que apresentam as seguintes formações superiores:


♦ Bacharelado em Química;
♦ Licenciatura em Química;
♦ Química industrial;
♦ Engenharia Química;
♦ Tecnologia em Processos Químicos;
♦ Engenharia de alimentos;
♦ Engenharia de plásticos.
 
Em cada uma das áreas de formação citadas acima, o químico apresenta atribuições(estabelecidas no artigo primeiro da lei número 2800, “Lei Mater dos Químicos”) específicas de cada área. Todavia, todos os químicos adquirem as seguintes atribuições básicas, independentemente da área de formação:
 
♦ Direção, supervisão, programação, coordenação, orientação e responsabilidade técnica no âmbito das atribuições respectivas.
♦ Assistência, assessoria, consultoria, elaboração de orçamentos, divulgação e comercialização, no âmbito das atribuições respectivas.
♦ Vistoria, perícia, avaliação, arbitramento e serviços técnicos; elaboração de pareceres, laudos e atestados, no âmbito das atribuições respectivas.
♦ Exercício do magistério, respeitada a legislação específica.
♦ Desempenho de cargos e funções técnicas no âmbito das atribuições respectivas.
♦ Ensaios e pesquisas em geral. Pesquisa e desenvolvimento de métodos e produtos.
♦ Análise química e físico-química, químico-biológica, bromatológica, toxicológica e legal, padronização e controle de qualidade.
 
O químico é um profissional que possui um vasto leque de possibilidades profissionais, como:
 
♦ Lecionar no Ensino Médio e Superior nas disciplinas de Ciências Químicas;

♦ Responsabilidade técnica por empresas do setor químico;
♦ Planejamento, a implantação e a administração de laboratórios;
♦ Controle de qualidade de matérias-primas e produtos acabados;
♦ Ocupar cargos em indústrias químicas, farmacêuticas, de alimentos, cosméticos e têxteis, em órgãos de controle e fiscalização, no comércio, na agricultura e nas ciências forenses.
 
Assim, podemos perceber a importância do químico para o desenvolvimento industrial, social e ambiental.
Além de uma excelente formação profissional, é fundamental que o químico entenda a responsabilidade de sua atuação profissional e o seu fundamental papel na sociedade. Esse profissional deve constantemente estudar transformações de matérias-primas que resultem em produtos ou materiais que ampliem cada vez mais a qualidade de vida das pessoas.
Químicos, parabéns por este dia! Utilizem a data para refletir e buscar cada vez mais resoluções por meio de novas substâncias e materiais para promover um futuro melhor para as novas gerações, principalmente no que tange ao meio ambiente. Busquem de forma incessante por substâncias que causem menos danos ao meio ambiente e aos organismos vivos.
Deixamos a você, Químico, a sugestão para utilizar seus conhecimentos em prol da resolução de problemas:
 
♦ Industriais;
♦ Ecológicos;
♦ Na saúde;
♦ Na agricultura;
♦ Na educação.
 
Ao cidadão comum fica a dica:
Utilize o dia 18 de junho, o Dia do Químico, para parabenizar esse profissional tão importante direta ou indiretamente para o cotidiano das pessoas. Muitos indivíduos não conhecem e também não reconhecem o trabalho do químico. Vamos deixar de pensar de forma individualizada e reconhecer todos aqueles que contribuem para dias melhores.”

Somos Físicos - Leonardo Da Vinci

Imagem relacionada
Leonardo da Vinci foi um dos mais importantes artistas italianos do período renascentista.
Os estudiosos da Renascença reconhecem nele talvez a figura mais significativa de seu tempo.
Foi o que se pode chamar de gênio, dedicando-se aos estudos em diversos campos da arte e do conhecimento em uma época em que ocorriam intensas transformações que guiavam o mundo rumo à modernidade.
Foi na pintura que Da Vinci encontrou maior destaque. Sobre os pintores, ele disse certa vez:
O pintor é o dono de todas as coisas que o homem pode imaginar... O que existe no universo por essência, presença ou imaginação, ele o tem previamente em sua mente e logo em suas mãos.
Leonardo da Vinci nasceu em Anchiano, uma pequena aldeia toscana perto de Vinci e próxima a Florença, na Itália, no dia 15 de abril de 1452.
Com 17 anos estudou Artes no estúdio do mestre Andrea del Verrocchio, onde modelou imagens em terracota. Trabalhou para figuras importantes, como Lourenço de Medici, governador de Florença.
Em 1480 pintou a tela Virgem do cravo, considerada sua primeira obra individual.
Entre 1482 e 1499 viveu em Milão, onde era protegido de Ludovico Aforzo, duque de Milão, para quem pintou o afresco “A Última Ceia” para o Mosteiro de Santa Maria delle Grazie. Prestou também serviços para o duque como arquiteto e engenheiro, além de pintor. É dessa época a obra Homem Vitruviano.
Em 1503 realiza o que seria sua grande obra, Mona Lisa, utilizando a técnica de sfumato. Nesse método, o artista produz suaves degradés nas tonalidades, o que possibilita a representação da textura da pele humana. Leonardo da Vinci foi um grande apreciador dessa forma de pintar e a utilizava muito em seus quadros.
Ainda nessa época, serviu de estrategista para César Borgia, cardeal e nobre italiano. De 1503 a 1516 viveu no Vaticano, período de grande atividade de Rafael e Michelangelo - outros importantes artistas do período. Por encomenda do papa Leão X, realizou uma série de brilhantes estudos de óptica.
Durante a ocupação da Itália pelos franceses, da Vinci projetou para o governador Carlos d’Amboise uma residência cujo arrojo lhe valeu um convite do rei francês Francisco I, para morar na França, onde realizou trabalhos na corte.
Faleceu aos 67 anos no dia 2 de maio de 1519 na França e foi enterrado no palácio de Amboise.

Principais Obras Artísticas de Leonardo Da Vinci

Leonardo da Vinci pintou poucos quadros, entretanto, todos eles são verdadeiras obras-primas.
Da Vinci tinha um trabalho baseado no realismo das figuras e prezava pela valorização das luzes, sombras e relevos. Sobre isso, o artista explanou.
As sombras encontram seus limites em determinados pontos. Ignorá-los resultará em trabalhos sem relevo; e o relevo é o mais importante, a alma da pintura. [...] O rosto ganha grandemente em relevo [...] e em beleza com a intensificação de luz e sombra.

Monalisa
Mona Lisa (em italiano, La Gioconda), foi pintada em 1503 e exibe uma misteriosa feição

Merecem destaque, os trabalhos:
  • "Anunciação", exposta na Galleria Degli Uffizi, Florença, Itália;
  • "Mona Lisa", considerado o quadro mais conhecido do mundo, exposto no Museu do Louvre, em Paris, França;
  • "Homem Vitruviano", uma gravura exposta na Gallerie dell'Accademia em Veneza, Itália;

homem vitruviano
Homem Vitruviano (cerca de 1492), desenho com pena e tinta

Também são obras importantes do artista:
  • "Virgem dos Rochedos", uma delas exposta no Museu do Louvre, Paris; e outra, na National Gallery, Londres;
  • "A Última Ceia", afresco localizado na Igreja e Convento Santa Maria Delle Grazie, em Milão, Itália;

a última ceia
A última ceia (1495-1497), de Leonardo da Vinci, é um ícone do renascimento

Leonardo da Vinci foi uma figura multifacetada que se destacou nas artes e nas ciências. É considerado um polímata, ou seja, uma pessoa sábia que possui conhecimentos aprofundados de várias áreas.
Assim, Leonardo foi pintor, escultor, matemático, arquiteto, urbanista, físico, astrônomo, engenheiro, naturalista, químico, geólogo, cartógrafo, estrategista, criador de engenhos bélicos e inventor de instrumentos musicais.
Em todas as suas criações, Leonardo discutia qualquer verdade estabelecida. Antes de aceitar uma ideia, fazia questão de testá-la de várias formas para tirar suas conclusões. Seu empirismo foi, mais tarde, imitado pelo físico Galileu Galilei e pelo filósofo Francis Bacon.
  • Artes – além da pintura, onde mais se distinguiu, Leonardo dedicou-se à escultura, onde fez esboços, mas poucas foram as obras que chegou a completar.
  • Urbanismo – até o Renascimento, as cidades não passavam de insalubres amontoados de casas, com poucas ruas, sem esgoto. No projeto que fez para a cidade de Milão, da Vinci traçou canais de esgoto, baniu os muros, projetou praças e jardins. Previu casas amplas e ventiladas e ruas para pedestres e pistas livres para veículos.
  • Hidráulica – baseado no princípio de Arquimedes, Leonardo inventou uma bomba hidráulica para elevar água, criando assim, o primeiro dos dispositivos de elevação. Imaginou também uma bomba de poço e uma roda hidráulica, abrindo caminho para as turbinas, que só mais tarde o mundo veio conhecer.
  • Engenharia – além de engenheiro aeronáutico e hidráulico, Leonardo foi também engenheiro civil. Previu a técnica de construção de pontes metálicas.
  • Anatomia – Por causa da anatomia, quase foi preso por ser pego dissecando cadáveres, o que era considerado grave crime. Fez descobertas importantes, que registrou em inúmeros desenhos e no "Tratado de Anatomia" que escreveu.

anatomia da vinci
Desenho de anatomia de um útero com feto, do início do século XVI, de Leonardo da Vinci

O domínio dos ares sempre foi uma das paixões de Leonardo da Vinci. Após estudar a fundo as aves, em busca de conhecimentos sobre o voo, idealizou um engenho muito parecido com elas.
Chegou a conclusão que o homem jamais voaria, porém poderia pousar tranquilamente com os planadores.

paraquedas
Da Vinci projetou um paraquedas em 1485. Em 2000 ele foi testado e funcionou perfeitamente

Criou um paraquedas e várias outras máquinas aéreas. Apesar de fascinado pela vida, criou também sistemas defensivos muito eficientes para quem o contratava como estrategista.
Selecionamos algumas curiosidades sobre essa personalidade tão importante. Veja!
  • O artista era filho ilegítimo de Piero da Vinci e foi criado pelos avós.
  • Leonardo da Vinci era canhoto. Dizem que ele podia escrever com a mão esquerda enquanto desenhava com a direita.
  • Tinha também o costume de escrever ao contrário, da esquerda para a direita.
  • Da Vinci nunca frequentou uma universidade e sua formação foi com Andrea del Verrocchio;
  • Leonardo da Vinci não comia carne e costumava comprar pássaros enjaulados para soltá-los na natureza.
  • O primeiro projeto de bicicleta foi feito por Leonardo.