"Somos Físicos". Assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todos os assuntos resultam de pesquisas coletadas na própria internet.

Welcome To My Blogger

segunda-feira, 19 de março de 2018

"Somos Físicos" Stephen Hawking - Preso em uma Cadeira, Viajou Pelo Universo

stephen hawking (Foto: Flickr/Charis Tsevis)
"Todo efeito inteligente tem em sua consequência também uma causa inteligente."
Stephen Hawking
O físico britânico Stephen Hawking, 76 anos, ajudou a entender a origem do Universo, o papel dos buracos negros e, de quebra, escreveu as 262 páginas do maior best-seller da ciência para leigos: Uma Breve História do Tempo. E fez isso sem conseguir mover o corpo.
Resultado de imagem para imagens de stephen hawking
O problema dele: aos 21 anos, foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica, doença que afeta células nervosas responsáveis pelo controle da musculatura. Os médicos lhe deram 2 anos de vida. A doença afetou a fala, cada vez mais desarticulada, mas ele conseguia se comunicar. Ditou à secretária o rascunho do livro em 1984.
No ano seguinte, porém, Hawking teve uma pneumonia grave e precisou fazer uma traqueostomia de emergência. Foi então que perdeu de vez a voz. Mudo e quase todo paralisado, passou a levantar uma sobrancelha quando alguém apontava para letras. Mais tarde adotou o software Equalizer, que permite escrever frases selecionando palavras de um menu com um toque da mão. Por fim, um sintetizador de voz instalado com o Equalizer trouxe de volta a fala, ainda que eletrônica.
Resultado de imagem para imagens de stephen hawking na cadeira de newton
Hawking ocupou a cadeira de Isaac Newton na Universidade de Cambridge até 2009 comunicando-se apenas com um botão. E reclamava: “O sintetizador me dá um sotaque americano”.

A supercadeira

Resultado de imagem para a super cadeira de stephen hawking

Como Hawking escrevia e pronunciava seus discursos

1. Um tablet era instalado em um suporte de metal acoplado a um dos braços da cadeira.
2. No menu havia termos prontos, como “sim”, e uma lista de palavras em ordem alfabética, além da função “soletrar”.
3. Um sensor infravermelho nos óculos captava movimentos da bochecha direita, usados para escolher as frases.
4. O texto completo era enviado a um sintetizador, que criava a voz simulando entonação, segundo Sam Blackburn, assistente de Hawking. O som saia atrás do suporte do computador.
5. Para palestrar, ele escrevia o discurso antes. Na hora da participação, enviava ao sintetizador uma frase por vez, o que deixava a fala mais natural.

Hawking no dia a dia

Stephen Hawking tem na cadeira de rodas um controle remoto universal que usa para acender luzes, abrir portas e usar TV, DVD e aparelho de som.
Resultado de imagem para stephen hawking
Stephen Hawking flutua em gravidade zero dentro de um avião modificado, em 2007
O físico britânico Stephen Hawking, falecido em 14 de março, apresentou duas semanas antes de sua morte um estudo em que estabeleceu as bases teóricas da existência de um universo paralelo e previu o fim da existência de nosso universo.
Segundo a edição The Sunday Times, Hawking foi coautor de um trabalho matemático cujas últimas revisões foram aprovadas em 4 de março. A publicação será publicada oficialmente em uma reconhecida revista científica depois da aprovação final.
A investigação revelou de que maneira a humanidade poderia detectar a evidência experimental do chamado multiverso (múltiplos universos), indicando as ferramentas matemáticas necessárias para que uma sonda espacial seja capaz de descobrir sua existência. Além disso, previu que o destino final de nosso universo é desaparecer eventualmente na escuridão, à medida que todas as estrelas esgotarem sua energia.
Thomas Hertog, coautor do estudo, assegurou que esta teoria deve "transformar a ideia de multiverso em um quadro científico comprovado". Hertog, professor de física teórica da Universidade de Leuven (Bélgica) revelou que se reuniu pessoalmente com Hawking para obter a aprovação final antes de enviar o documento à revisão.
"Se tais provas tivessem sido encontradas enquanto vivo, [Stephen Hawking] teria sido distinguido com o Prêmio Nobel, que há muito desejava", informou a publicação. Infelizmente, o prêmio não é atribuído postumamente. 
Stephen Hawking foi considerado por muitos como um gênio único e o físico mais brilhante desde Albert Einstein. Entretanto, algumas das descobertas científicas teóricas que realizou no campo da cosmologia e especialmente no estudo dos buracos negros não puderam ser confirmadas por dados de observação, o que o afastou da possibilidade de ganhar um Nobel. 
Resultado de imagem para stephen hawking
O cientista queria trazer a história do universo para as massas com seu livro mais vendido. Uma Breve História do Tempo
Fontes:https://super.abril.com.br/ciencia/como-stephen-hawking-consegue-falar/https://br.sputniknews.com/ciencia_tecnologia/2018031910770452-stephen-hawking-fim-universo/https://www.thesun.co.uk/news/2552206/stephen-hawking-dead-motor-neurone-disease-brief-history-of-time/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADEÇO SUA VISITA.
VOLTE SEMPRE.