"Somos Físicos". Assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todos os assuntos resultam de pesquisas coletadas na própria internet.

Welcome To My Blogger

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

"Somos Físicos" Capadócia - Turquia (Matéria de Férias)

Resultado de imagem para capadócia turquia
Capadócia quer dizer: "Terra dos belos cavalos", é uma região que já foi habitada há milhares de anos por várias civilizações, como os Hititas e outros povos originários da Europa e Ásia Menor, e abrange as cidades de Göreme, Ürgüp, Nevsehir e Avanos. Paisagens de sonho, prepare-se: será inesquecível! 
 Ficou conhecida com Alexandre, o Grande, embora só houvesse interesse na região pelas suas estradas, por onde fluía o comércio. Desta época data a fundação de Göreme (pronuncia-se Goremê), antiga Korama, Patrimônio Mundial da UNESCO e atualmente a cidade mais importante da região.
Planícies lunares elevam-se formações rochosas, de vários tamanhos, que se assemelham à cogumelos; são conhecidas como "chaminés-de-fada", fonte de inspiração para muitos, inclusive para o desenho "Os Smurfs".
As características geológicas deram origem a paisagens que são descritas como lunares. A paisagem da Capadócia foi esculpida por séculos de erupção e são suficientemente macias para permitir que os humanos escavassem e construíssem, casas, condomínios e igrejas. E hoje em dia charmosos e românticos hotéis!
A situação geográfica da Capadócia, a tornou encruzilhada de rotas comerciais importantes ao longo dos séculos e alvo de contínuas invasões. Para se refugiarem durante as invasões, os habitantes construíram refúgios subterrâneos, por vezes verdadeiras cidades, supondo-se que as mais antigas remontam ao tempo dos Hititas, há mais de 3000 anos, e que muitas ainda estarão por descobrir.


Algumas podem ser visitadas, como é o caso das de Derinkuyu, Kaymakli, Özkonak e Mazi. Estas cidades tem vários níveis — a de Kaymakli, por exemplo, tem nove, como um formigueiro, embora apenas quatro estejam abertos ao público, (outras reservadas para investigação arqueológica) — e dispõem de canais de ventilação, estábulos, padarias, poços de água e tudo o mais necessário para que os seus ocupantes, que podia chegar à 20. 000, pudessem resistir durante vários meses sem que fossem detectados pelos invasores, quando aldeias inteiras tinham que se esconder fugindo de inimigos. Datam do séc. VII, mas alguns arqueólogos crêem que elas remontem a mais de 4.000 a.C., ainda da época dos hititas.
 (Quando for, mesmo no verão leve um moletom, pois lá embaixo faz bastante frio. Por ter um projeto de circulação de ar, não chega a dar claustrofobia.)
  

 Existem entre 400 e 600 igrejas na região, muitas delas escavadas em rochas, super  interessantes de visitar. As mais antigas datam do século VI, embora a maior parte seja dos séc. X e XI, o período que vai desde o fim das incursões árabes, até a chegada dos seljúcidas.
A maioria tem afrescos que retratam cenas da vida de Cristo,  sua crucificação e ressurreição, com os apóstolos, geralmente em tons monocromáticos.

O Göreme Open Air Museum (Museu a Céu Aberto)
O Göreme Open Air Museum (Museu a Céu Aberto), Patrimônio Mundial da UNESCO,  próximo ao centro de Göreme, (1,5 Km) em uma colina, encontram-se dezenas de monastérios, capelas e igrejas do período Bizantino, a maioria do séc. X, XI e XII, cavadas nas rochas, com abóbodas, altares e colunas bem projetados, exemplos únicos da arquitetura lavrada na rocha e na técnica do afresco, com lindas ilustrações da vida de Cristo nos tetos e paredes. Grande parte dos afrescos encontra-se com os olhos das figuras raspados, devido ao período de Iconoclastas. 
Há 11 refeitórios, com mesas e bancos escavados nas rochas.
Ao entrar pegue o mapa para acompanhar e não perder nenhuma capela. Prepare o fôlego, com muita subida pela frente! O conjunto é completamente diferente e surpreende... as pinturas são de tirar o fôlego!
Dica: Guarde seu ingresso, pois terá que reapresentá-lo ao entrar no complexo do outro lado da estrada; Tokali (Buckle Church)
Resultado de imagem para capadócia turquia
   Voar num balão na Capadócia é uma experiência incrível! Veja o vídeo, prepare-se para madrugar... Por volta das 4:45 h da manhã uma van pega as pessoas nos hotéis e o encontro é no escritório para um rápido café da manhã, com chá e biscoitos, depois a van segue para o campo de balões e começa a aventura... é muito lindo, o silêncio, a paisagem incrível da Capadócia; ver o sol aparecendo, os balões subindo, realmente é uma experiência mágica! Parece que ainda estamos sonhando... Depois do pouso suave, a equipe de terra vai ao encontro dos passageiros para fotos e um brinde com champagne da Turquia! Imperdível! Se você foi à Capadócia e não voou de balão... você não foi à Capadócia, tem que voltar! 
Resultado de imagem para capadócia turquia
1. A Capadócia fica na Anatólia Central, bem no meio do país, a uns 700 quilômetros de Istambul .
2. Há várias cidadezinhas onde se concentram hotéis e restaurantes. As mais charmosas são Göreme e Uçhisar. Muita gente prefere ficar em Ürgüp, que completa a trinca das mais populares. Mas, na minha modesta opinião, a cidade é a mais sem graça das três: é maior e já bem descaracterizada por resorts, hotéis e afins.
3. Muitos pacotes e excursões vendem hospedagem no meio do nada, entre um vilarejo e outro. É roubada. Ainda que as distâncias sejam curtas, curtir o centrinho das cidades depois de um dia passeando pelos arredores é uma das melhores coisas da viagem. Göreme e Uçhisar têm restaurantes deliciosos, lojinhas bem aprumadas e até uma vidinha noturna.
4. Quer ficar num lugarzinho mais alternativo? A lindíssima Mustafapasa só recentemente começou a abrir os seus primeiros hotéis e restaurantes, mas ainda conserva intacto o seu caráter.
5. Um carro faz toda a diferença. Caso contrário, você será refém das agências locais. Não que haja algum mal nisso (tem gente que prefere, claro), mas poder almoçar onde e quando quiser, descobrir cantinhos escondidos, repetir os lugares que mais gostou e não ter horário pra nada não tem preço.
6. Ao contrario do que muita gente pensa, é facílimo se virar sozinho na Capadócia. As estradinhas são bem sinalizadas, as atrações têm audioguias e os highlights estão concentrados numa área relativamente pequena (você nunca precisa dirigir mais de meia hora). No entanto, fazer pelo menos um passeio guiado pelas casas escavadas é interessante para ter algumas explicações sobre detalhes que, sozinho, você dificilmente conseguiria observar ou entender.
7. É sempre bom ter em mãos uma lanterna, como fazem os guias. Algumas igrejas escavadas têm frescos escondidos em cantinhos escuros – e também falta luz nas cidades com bastante freqüência.
8. As cidades subterrâneas não são tão claustrofóbicas assim.
9. Entrar nas casas escavadas e conhecer os vales implica subir, descer, escalar, abaixar e caminhar muito. E se você for de abril a outubro, provavelmente fará isso sob um calor intenso e seco. Pessoas com problemas de locomoção, joelhos castigados, ciáticos temperamentais ou simplesmente fora de forma sofrem um bocado.
10. Para enfrentar o clima árido, ter uma garrafa de água e um protetor labial sempre em mãos é questão de sobrevivência.
Fontes de Pesquisa:
http://viagemeturismo.abril.com.br/blog/achados/capadocia-turquia-10-coisas-que-voce-precisa-saber-antes-de-ir/http://www.vamosparaturquia.com.br/capadocia.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADEÇO SUA VISITA.
VOLTE SEMPRE.