Welcome To My Blogger
O Blogger "Somos Físicos" aborda assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todas as postagens são pesquisas coletadas na internet.

Welcome To My Blogger

quarta-feira, 22 de abril de 2015

A Arte do Desenho IV-Entao Voce Quer Ser Desenhista?(Ciência e Tecnologia)



Thalys Leal
15 anos
"Desenho pra mim é um dom.O curso que faço de desenho é apenas para aperfeiçoar minhas técnicas.Ninguém nasce sabendo, tem que treinar sempre"

Meus Trabalhos



Para começar, resolvi falar um pouco sobre as diferentes áreas onde um desenhista pode atuar. Sim, "áreas", acredite em mim, não é apenas de histórias em quadrinhos para as editoras americanas que um desenhista pode viver, embora esta com certeza seja a mais conhecida de quem está começando a rabiscar, mas entenda que ela não é a única. Além desta, podemos citar como exemplos animação, ilustração editorial, concepts, design, publicidade, games, web, modelagem 3D, e muitas outras que não recordo no momento.

 Mesmo nos quadrinhos existem outros ramos além dos super-bombados de colans coloridos, então vamos dar uma olhada geral no mercado de trabalho:

1 - Publicidade: provavelmente a área mais comum para um ilustrador começar sua carreira devido à grande quantidade de agências espalhadas Brasil afora. Geralmente o desenhista atua não exatamente como ilustrador, mas como designer gráfico, ou variantes como arte-finalista, o cara da arte, mas é tudo basicamente a mesma coisa. O artista é responsável pela criação de layouts para anúncios em revistas, folders, banners, e caso a agência produza material para a TV, artes para video e as vezes alguma animação. Trabalhar em uma agência de publicidade lhe ensina muitas coisas, como trabalhar com o que tem em mãos, com prazos apertados, pouca verba e principalmente que o material que você está fazendo não é "seu filho", mas um produto para um cliente, e que quase sempre será modificado, por vezes pouco, em outras completamente.

Esta área pode ser vista como um grande laboratório para o desenhista, pois ele vai ter que estudar muito de composição e design, coisas que influenciam muito no seu trabalho como ilustrador. Geralmente o cartoon é o estilo mais utilizado no mercado, mas o ideal é que o desenhista tenha um traço bem variado para atender as várias demandas de trabalho.

As principais ferramentas de trabalho utilizadas são:
 - Programas vetoriais como Corel Draw, que é o mais usado na maioria das agências de pequenos e médio porte, e o Illustrator, que é o preferido entre os artistas;
 - Photoshop para tratamento, retoque e criação de imagens;

  Recomendo a leitura de um livro chamado Design para quem não é Designer, da editora 2AB para entender a base da produção de anúncios e peças gráficas.
2 - Games: não é um mercado tão amplo quanto o de publicidade, mas que vem crescendo rapidamente nos últimos anos e tem grande necessidade de mão-de-obra especializada. Estão surgindo novas empresas do ramo a toda hora e muitas vezes alguns amigos decidem formar uma equipe para produzir seus próprios jogos.

Criar games tornou-se algo mais acessível hoje em dia graças ao programa Flash, da Adobe, que permite criar tanto arte quanto a programação dos games 2D dentro dele. O desenhista cria suas ilustrações e animações dentro do programa ou em algum outro como photoshop, para posteriormente ser importado para o Flash, e enfim passar à programação.

Caso a equipe trabalhe com 3D, a maneira mais prática de começar a trabalhar é com a engine Unity 3D, que permite a você produzir seus games em 3D para web, PC/MAC, mobiles, tablets e consoles. Neste caso o artista deve dominar as ferramentas de modelagem e animação como 3D Studio MaxMayaXSI Soft ImageBlender,Cinema 4D, entre outros. Saber trabalhar com o ZBrush, que diferente dos outros é um programa de escultura digital, é de grande valia no trabalho de produção de games 3D para certas etapas da produção. Aliás, para quem quiser começar a fazer suas experiências com games em 3D, o combo é Unity 3D, Blender e Sculptris. Os 3 programas são programas free, sendo a Unity, como já dito, serve basicamente para programar o game para as diferentes plataformas, o Blender para modelagem e animação e o Sculptris, que tem a mesma finalidade do ZBrush. Você pode criar um game inteiro e lucrar com ele sem gastar um centavo usando estes 3 programas, enquanto os citados anteriores são programas pagos.

Para quem quiser se especializar em games, existem muitos cursos em escolas em vários lugares do Brasil, e também cursos universitários. No entanto todos são muito abrangentes, passando desde a programação até o game-design. Caso você queira se especializar em animação e modelagem para games, existem cursos muitos bons, geralmente nas capitais. Estes cursos focam em High Poly, que são os modelos com grande quantidade de polígonos. Este profissional fica apto para atuar em outras áreas, como publicidade, animação e cinema, mas deve adaptar seus conhecimentos para produzir modelos em Low Poly, ou seja, os com quantidade menor de polígonos que são os utilizados nos games.

  Para os desenhistas que querem trabalhar com games em 2D, foque seus estudos no Flash e Photoshop. Estudar o Painter pode ser interessante, e saber o básico de animação clássica é fundamental.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

3 - Ensino à distância: o ensino tem se modificado no mundo inteiro, e hoje nem sempre existe a necessidade de o aluno estar em uma sala de aula. No caso do ensino à distância, em muitas coisas ele é parecido com o mercado de games, inclusive utilizando técnicas parecidas e os mesmos programas, tanto 2D quanto 3D. Este tipo de material é muito utilizado por escolas e universidades, e também por empresas para especialização e reciclagem de seus funcionários. Tanto o mercado de ensino à distância quanto o de games estão sentindo falta profissionais especializados.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

4 - Ilustração: geralmente quem atua unicamente como ilustrador trabalha como freelancer. O desenhista trabalha criando capas e ilustrações para revistas, livros, produtos, charges, tirinhas de jornal, e muitas coisas mais. Geralmente ele tem um estilo próprio marcante, o que se torna sua assinatura. Um exemplo disso é o ilustradorTiago Hoisel,que faz as capas da revista Mundo Estranho. Os principais clientes deste tipo de profissional são editoras, agências de publicidade e jornais. A grande vantagem de trabalhar como freelancer (não só com ilustração como em qualquer área) é trabalhar no conforto de sua casa, dentro de seu estúdio pessoal, mas a maior desvantagem é ter que lidar com toda a parte burocrática como negociar prazos, além de ter sempre que buscar trabalhos e cuidar para manter os impostos em dia.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

5 - Concept Art: nesta área o profissional atua basicamente com ideias. É papel do concept artist pôr no papel as ideias dos seus clientes, apresentar diferentes opções e tudo mais que fará parte daquele universo. Por exemplo, a equipe de concept art do filme Avatar de James Cameron, foi responsável por criar o conceito do mundo inteiro, desde a fauna e flora do planeta, até o povo nativo, equipamentos utilizados pelos mercenários humanos e todas as estruturas e veículos high-tech.

Na equipe de concept, existe ainda a figura do Character Designer, que é responsável pela criação dos personagens e criaturas do projeto. Sua função é apresentar as diferentes personalidades descritas pelos clientes para cada ser ou grupo que estará presente no projeto. Então, tanto o personagem carismático como o Gato de Botas, quanto o agressivo Predator passaram antes pela criação de um Character Designer. 

Concept artists atuam em vários mercados, como cinema, animação e games. Também atuam em produtoras de video e agências publicitárias, no entanto nestas o trabalho tende a ter uma produção mais rápida. Quanto mais próximo do resultado final for o concept, melhor. Portanto, o ideal é este profissional descobrir onde quer atuar, se com algo mais realista ou cartunesco e se aprofundar em ferramentas como Photoshop, Painter e ZBrush. Grande parte da produção é para o mercado exterior e o profissional constantemente atua como freelancer.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6 - Histórias em Quadrinhos: o mercado conhecido de todo desenhista que quer se profissionalizar. Quase todo artista algum dia desenhou alguma página e pensou em trabalhar com personagens icônicos como Superman, Batman, Wolverine, Homem-Aranha, Conan, etc. Longe de ser um mercado inalcançável, trabalhar com quadrinhos para o mercado exterior é uma realidade nos dias de hoje para os desenhistas brasileiros. Prova disto são figuras como Rafael Albuquerque, Raphael Grampá, os gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá, e ainda Ed Benes, Ivan Reis, Adriana Melo, Rod Reis, Greg Tocchini, entre muitos outros.

Basicamente o caminho para um desenhista brasileiro atuar no mercado exterior, sendo a maior parte da demanda destinada ao mercado de comics americanos, é através de um agente, que é o profissional responsável por conseguir os trabalhos, negociar prazos e contratos, traduzir textos e mandar as desculpas pro cliente caso o material atrase, enquanto o desenhista, bom, desenha.

No entanto, desenhar as páginas não é a única maneira de entrar neste mercado. Além dos artistas que trabalham nas páginas a lápis, existem também os arte-finalistas, responsáveis por dar o tratamento com nanquim no desenho a lápis, e também os coloristas, que recebem as páginas em branco e preto ou em tons de cinza e dão o tratamento de cor.

Ter um agente não é algo obrigatório para conseguir trabalhos. Graças à internet o desenhista pode fazer contato diretamente com as editoras e toda a negociação sozinho, lucrando mais, mas também assumindo muito mais responsabilidades. Para isto é necessário ter um inglês fluente, então nada de apelar para o Google Translatorpara fazer negócios, isto é literalmente queimar seu filme (não só para esta, como para todas as outras áreas de trabalho). O agente basicamente é o escudo que te protege enquanto você faz o seu trabalho, mas também é aquele cara que vai te puxar as orelhas quando o trabalho estiver atrasando, afinal de contas graças a este atraso ele deve estar levando um belo esporro do cliente.

Algo muito interessante para aqueles que querem trabalhar com quadrinhos é participar das convenções como aComic Con nos States, e das brazucas FIQ (Belo Horizonte/MG) e Gibi Con (Curitiba/PR). Nelas, os desenhistas podem mostrar seus trabalhos para editores, agentes e outros artistas, pegar dicas preciosas com essa galera para melhorar seu desenho e até conseguir seu primeiro trabalho profissional.

No caso do mercado nacional de quadrinhos, a coisa é um pouco mais complicada. Basicamente a produção é cartoon. Turma da Mônica é o quadrinho nacional que impera a décadas e muitos bons desenhistas conhecidos dos comics já trabalharam nos estúdios Maurício de Sousa. Fora isto, a produção é pequena e o retorno financeiro não é dos maiores............ quando há.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Dicas: Se você está buscando uma vaga no mercado de trabalho e está andando com sua pasta preta embaixo do braço pra cima e pra baixo atrás de uma oportunidade, aqui vão algumas dicas:

 - Só ponha seus melhores trabalhos. Seu portfolio é a sua cara, e se a pessoa que o ver não tiver uma boa primeira impressão, a chance de você conseguir um trabalho diminui drasticamente;

 - Selecione apenas entre 25 e 35 imagens. Ok, você tem 347 desenhos lindos e maravilhosos, mas a pessoa que está pensando em te contratar não tem tempo ou saco para ver todas as imagens do Pikashu, Goku e Homem-Aranha da sua pasta. O tempo dele é precioso, então não o disperdice;

 - Escolha seis 10 melhores, ponha 5 deles no início e outros 5 no final. Algumas pessoas tem a tendência de começar a folhear livros, revistas e afins de trás para frente, portanto você deve estar preparado para causar uma boa primeira impressão de qualquer forma. E assim também você começa bem a sua apresentação, mantém o nível no meio e finaliza com chave de ouro;

 - Capriche na apresentação. Pasta preta A4 com pedaços rasgados não rolam. Acreditem, a minha era assim quando comecei e os resultados não eram muito agradáveis. O ideal é ter uma pasta com seus trabalhos em tamanho A3 e bem caprichada. Lembre-se: uma boa apresentação mostra um bom profissional e você ganha mais uns minutos do tempo do possível contratante.

 - Mantenha uma galeria virtual atualizada. Ter um site ou blog ajuda muito na divulgação do seu trabalho, e tenha o mesmo cuidado na apresentação virtual que teria em uma apresentação formal: melhores imagens e nada de quantidade enorme; 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bueno, gurizada. Espero ter dado uma pequena ajuda para quem está começando. Este artigo foi feito baseado em experiências que já passei ao longo dos anos e também na de colegas de trabalho. Nunca deixe de estudar, o mercado está sempre mudando e é preciso se atualizar. Se você não pratica todos os dias, com certeza vai perder uma oportunidade para alguém que pratica todos os dias. Escolha uma área que lhe interesse, seja a curto prazo ou longo e foque seus estudos nela.

Quanto à parte financeira, quem trabalha com ilustração pode ganhar tão bem quanto qualquer outro profissional de outra área, só depende dele. Não somente como desenhista, mas como uma pessoa que sabe aproveitar as oportunidades, afinal de contas se seguir uma carreira pelo "status" desse dinheiro sempre, não haveriam tantos advogados trocando de ramo. O começo é uma merda sempre, não importa a área ou profissão. Você vai ralar, vai trabalhar em dobro, vai receber pouco e vai ter que aguentar o cheirinho "agradável" dos braços levantados no ônibus apertado no fim do dia. Mas se você meter a cara a tapa e continuar sempre evoluindo seu trabalho, acredite: nunca vai faltar oportunidade e o dinheiro pode ser interessante.
http://hqcharlie.blogspot.com.br/2012/04/entao-voce-quer-ser-desenhista-tem.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADEÇO SUA VISITA.
VOLTE SEMPRE.