Welcome To My Blogger
O Blogger "Somos Físicos" aborda assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todas as postagens são pesquisas coletadas na internet. OUTUBRO ROSA

Welcome To My Blogger

sexta-feira, 27 de março de 2015

Um Louco Amor IV - Ecstasy (Ciência e Vida)

O componente base do ecstasy é um derivado das anfetaminas, do grupo das aminas

O ecstasy é uma droga psicoativa que causa inúmeros efeitos indesejáveis, inclusive a morte.

Com certeza você já esta cansado de ouvir aquele conselho de mãe na hora em que você esta saindo pro rolê, também conhecido como balada. :P “Filho, não aceite nada de estranho” ou “cuidado aonde você deixa seu copo”, e coisas do tipo, não é mesmo?
Saiba que por mais que as vezes possa parecer chato e excesso de cuidado, ela esta certíssima principalmente agora que o Michael Douglas está invadindo as baladas. Oi? Você deve estar se perguntando, mas que diabos o ator tem haver com minha mãe? Calma que explico. Michael Douglasé o apelido nem um pouco carinhoso que foi dado a uma nova droga alucinógena que esta invadindo a noite e as matinês em todo pais, chamada MDMA (abreviação de metilenodioximetanfetamina).
O MDMA, ou MD como também é conhecido é primo do ecstasy, alias é um dos seus princípios ativo. É uma cocaína mais fraca, com efeito mais brando, mas parecido com o do LSD. É um estimulante em formato de cristais que são dissolvidos na água, na vodka ou no wisky. O efeito é rápido e ao ser consumido todas as emoções ficam a flor da pele, a música cria vida, e mexe com o sistema nervoso central, causando alterações na percepção das cores, da luminosidade e dos sons. Assim como o Ecstasy, ela é conhecida como droga do amor, já que por deixar tudo mais gostoso e hipersensivel, acaba estimulando as ficadas e as relações sexuais.
MDMA
Todos estes efeitos acabam atraindo os usuários, principalmente os mais tímidos, porém depois que esse efeito passa, os sintomas são: depressão, diminuição da produtividade, além da dependência química e psicológica. E um efeito colateral indireto é você ficar com qualquer pessoa e ainda correr o risco de fazer sexo sem proteção.
Embora o seu uso tenha tido um crescimento grande nos últimos anos, mais de 300% segundo o Instituto de Segurança Pública (ISP) e o Instituto de Criminalística Carlos Éboli, do Rio, ela ainda não se espalhou para as massas, pois tem um custo ainda alto para a grande maioria dos jovens. Com cada grama custando em média R$ 150,00, e não sendo tão fácil de encontrar como a maconha, a droga é mais consumida pela classe média alta.
Portanto baladeiros de plantão. Ao sair para a balada com a galera, cuidado com seu copo, e cuidado com o que te oferecem, se você perceber algo de diferente dentro de sua bebida, jogue fora. E se por acaso aquele gato ou gata te oferecer uma bebida, chamada Michael Douglas ou não, fique esperto. A tática dos traficantes é oferecer algo gratuitamente nas primeiras vezes, para que você se vicie e passe a comprar mais e mais.

Depoimentos de Usuários de Ecstasy

  • Teve uma festa rave que eu vi um sujeito enchendo a cara de ecstasy, e repetindo durante horas: ‘Sou uma laranja, não me descasquem.’ Outro achava que era uma mosca e não parava de bater com a cabeça numa janela“. — Liz
  • Com muita sorte, estou viva, mas ficam os dias, meses e anos após o trauma. Tenho que lidar com o que aconteceu pelo resto da minha vida…andei experimentando tudo que se possa imaginar. Depressão, ansiedade, estresse, pesadelos constantes e fortes dores de cabeça são algumas das coisas que me afetaram depois de tomar ecstasy. Quase morri. Bastou uma noite, uns comprimidos e beber álcool. Essa combinação tinha tudo para ser fatal e agradeço a Deus por estar viva. Não consigo descrever como é difícil lidar com esses pesadelos o tempo todo. Acordo toda suada agradecendo a Deus por ser apenas mais um pesadelo. Oro para que, com o tempo, os pesadelos desapareçam“. — Mila
  • As festas rave são boas desde que você não tome ecstasy. Mas logo que começa o agito da festa, você acha que as pessoas que te avisam para parar são idiotas. Você começa a pensar que descobriu algo fantástico e que os outros não devem se intrometer na sua vida. Quando você começa a gostar do ecstasy, aí é tarde demais, já era!“. — Alan
  • O ecstasy me deixou doida. Um dia mordi um copo, da mesma forma que teria mordido uma maçã. Tive que encher a boca de cacos de vidro para perceber o que estava acontecendo comigo. Antes, eu já tinha rasgado um vestido meu com os dentes durante uma hora“. — Ana
Fontes: Fundação Para um Mundo Sem Drogas, CEBRID e Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas.
http://www.ligacaoteen.com.br/amigo-teen/papo-serio-cuidado-mdma-droga-esta-invadindo-baladas/54687/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADEÇO SUA VISITA.
VOLTE SEMPRE.