Welcome To My Blogger
O Blogger "Somos Físicos" aborda assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todas as postagens são pesquisas e coletadas na internet.

Welcome To My Blogger

terça-feira, 17 de março de 2015

Infectados I - HIV (Ciência e Vida)





Nos países Zâmbia e África do Sul, cerca de 20% de toda população adulta e jovem encontra-se contaminada com a doença; em Botsuana, cerca de 39% da população entre 15 e 49 anos estão com a doença e em Lesoto e Zimbábue, o percentual é de 20%, esses são dados da OMS (Organização Mundial de Saúde).

HIV&AIDS - South Africa

O governo do Quênia, diante do flagelo provocado pela doença, sugeriu de forma ingênua que a população deixasse de fazer sexo por um período de dois anos. Segundo o governo, esse tempo serviria para diminuir a expansão do vírus, já que entre a população de 30 milhões de habitantes, 3 milhões estão infectados.

O índice de pessoas contaminadas está crescendo, em 2001, aproximadamente 5,3 milhões pessoas contraíram a doença dos quais, segundo a OMS, menos de 1% realizaram o tratamento, o restante provavelmente morre sem saber sequer que tinha a doença.

O continente africano sofre com varios problemas, como guerras civis, AIDS, corrupção, miséria e a fome. Acredito que esse ultimo seja o pior, pois todos os anos milhares de africanos morrem vitimas da desnutrição

HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da aids, ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas são os linfócitos T CD4+. E é alterando o DNA dessa célula que o HIV faz cópias de si mesmo. Depois de se multiplicar, rompe os linfócitos em busca de outros para continuar a infecção.
Ter o HIV não é a mesma coisa que ter a aids. Há muitos soropositivos que vivem anos sem apresentar sintomas e sem desenvolver a doença. Mas, podem transmitir o vírus a outros pelas relações sexuais desprotegidas, pelo compartilhamento seringas contaminadas ou de mãe para filho durante a gravidez e a amamentação. Por isso, é sempre importante fazer o teste e se proteger em todas as situações. 
Biologia – HIV é um retrovírus, classificado na subfamília dos Lentiviridae. Esses vírus compartilham algumas propriedades comuns: período de incubação prolongado antes do surgimento dos sintomas da doença, infecção das células do sangue e do sistema nervoso e supressão do sistema imune.
Em 1988, o cantor Cazuza assumiu em rede nacional que estava com Aids. No dia 7 de julho 1990, aos 32 anos, o compositor morreu em decorrência da doença
Foto: Reprodução/YouTube
Os primeiros sintomas da AIDS como febre e tosse seca, que podem ser confundidos com um simples resfriado, manifestam-se de 3 a 6 semanas após a contaminação com o vírus HIV. Porém, o teste do HIV só deve ser feito 40 a 60 dias após o comportamento de risco como contato íntimo desprotegido ou troca de seringas, por exemplo, pois antes deste período, o resultado pode ser um falso negativo.
Símbolo sexual dos anos 80, a atriz Sandra Bréa foi a primeira mulher a admitir publicamente a doença. Ela morreu em 2000 com câncer de pulmão
Foto: Reprodução/YouTube
Os principais sintomas da AIDS como manchas avermelhadas na pele, diarreia por mais de 1 mês candidíases persistentes, geralmente só aparecem 8 a 10 anos após a contaminação com o vírus HIV ou quando o sistema imune do indivíduo encontra-se muito debilitado devido a doenças ou algum tratamento contra o câncer, por exemplo.
Magic Johnson, de 53 anos, aposentou a carreira de jogador de basquete em 1991, após declarar que havia contraído Aids. Johnson tornou-se porta-voz do sexo seguro e da prevenção contra o HIV
Magic Johnson, de 53 anos, aposentou a carreira de jogador de basquete em 1991, após declarar que havia contraído Aids. Johnson tornou-se porta-voz do sexo seguro e da prevenção contra o HIV
Foto: Tommaso Boddi/Getty Images

Primeiros sintomas da AIDS

Os primeiros sintomas da AIDS, que caracterizam a fase aguda da doença e podem aparecer nos primeiros 21 dias após a contaminação com o vírus HIV, podem ser:
  • Febre alta;
  • Mal estar;
  • Dor de garganta;
  • Tosse seca.
Estes sintomas duram, em média, 14 dias e podem ser confundidos com outras doenças, como a gripe, por exemplo. Nesta fase, mesmo que se faça o teste do HIV, o resultado será falso-negativo. Ou seja, o indivíduo está contaminado com o HIV, já pode infectar outros, mas a doença ainda não consegue ser detectada pelo exame.
O vocalista da banda britânica Queen, Freddie Mercury faleceu no dia 24 de novembro de 1991, aos 45 anos, depois de lutar muito contra a Aids
O vocalista da banda britânica Queen, Freddie Mercury faleceu no dia 24 de novembro de 1991, aos 45 anos, depois de lutar muito contra a Aids
Foto: Reprodução Wikimedia Commons

Principais sintomas da AIDS

Os principais sintomas da AIDS aparecem, em média, após 10 anos da contaminação com o vírus. São eles:
  • Febre persistente;
  • Tosse seca prolongada;
  • Suor noturno;
  • Inchaço dos gânglios linfáticos por mais de 3 meses;
  • Dor de cabeça;
  • Dor nos músculos e nas articulações;
  • Cansaço ou perda de energia;
  • Rápido emagrecimento, como perder 10% do peso corporal em um mês, sem dieta;
  • Candidíase oral ou genital persistente;
  • Diarreia por mais de 1 mês;
  • Manchas avermelhadas ou pequenas erupções na pele.
Aos 36 anos, o cantor Renato Russo morreu vítima da Aids. O ex-integrante da banda Legião Urbana nunca admitiu em público ter contraído a doença
Aos 36 anos, o cantor Renato Russo morreu vítima da Aids. O ex-integrante da banda Legião Urbana nunca admitiu em público ter contraído a doença
Foto: Reprodução/YouTube
Estes sintomas surgem quando o organismo apresenta poucas células de defesa e elevada carga viral. Nestes, a contagem do Linfócito T CD4 deve ser de aproximadamente 200, quando, num indivíduo adulto saudável, esse número deveria estar entre 800 a 1200 por mm³ de sangue. Durante esta fase surgem doenças oportunistas, como a hepatite viral, tuberculose, pneumonia, toxoplasmose ou outras.

O cartunista Henfil (1944-1988), que lutou pela volta da democracia no Brasil. Foto: Aguinaldo Ramos/JB
Tratamento da AIDS
O tratamento da AIDS é feito com um coquetel de medicamentos, que fortalecem o sistema imune e combatem o vírus ao mesmo tempo. O coquetel, assim como todos os exames, são fornecidos gratuitamente pelo governo.
É importante que o indivíduo siga o tratamento corretamente, para travar a evolução da doença e ajudar a controlar a epidemia de AIDS no mundo. Veja quando começar o tratamento em: Tratamento da AIDS.

O sociólogo mineiro Herbert José de Sousa, mais conhecido como Betinho (à esq.), foi um grande ativista brasileiro pela causa dos direitos humanos. Morreu em agosto de 1997

Como saber se tenho AIDS

AIDS é uma doença que pode ser identificada através do teste do HIV, que pode ser feito entre 40 a 60 dias do comportamento de risco, como ter relações sem preservativo ou partilhar seringas, por exemplo.
Trinta dias após o primeiro teste, recomenda-se repetir o exame, mesmo que o resultado do primeiro tenha dado Negativo. Isso serve para comprovar a presença de anticorpos Anti-HVI 1 e Anti-HIV 2 no organismo, evidenciando ou não a doença. Ainda é preciso repetir o exame entre 3 e 6 meses, devido à possibilidade de o indivíduo se encontrar na janela imunológica, que é quando a doença ainda não pode ser identificada, apesar do indivíduo já estar contaminado. 
O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE:

A automedicação pode ter efeitos indesejados e imprevistos, pois o remédio errado não só não cura como pode piorar a saúde.

Thales Pan Chancon morreu em 1997. Ele conseguiu sobreviver dez anos após ter contraído o vírus HIV. Ele foi um dos maiores astros da TV brasileira nos anos 1980 e era muito querido na classe artística
Jornalista querido em muitas redações do Brasil e escritor e autor de teatro consagrado, o gaúcho Caio Fernando Abreu perdeu a luta contra a Aids em 1996

Cartunista e artista plástico de sucesso, o norte-americano Keith Haring morreu de Aids em 1990. Ele chegou a visitar o Brasil e fez uma tela durante um show de Ney Matogrosso, de quem era muito amigo. Sua obra ainda hoje é uma das mais cultuadas do mundo da pop art

Lauro Corona foi um dos maiores galãs brasileiros da década de 1980. Amigo de Gloria Pires e de outros artistas, ele morreu vítima das complicações provocadas pela Adis em 1989

A cura da Aids


A ciência já sabe como dar o golpe final no vírus HIV: expulsá-lo do corpo humano. Conheça os bastidores da descoberta médica mais importante dos últimos 25 anos - e as histórias de pessoas que já foram curadas da doença





Os pesquisadores mantêm cautela, mas a possibilidade tem gerado euforia em setores da comunidade científica. Parece que, depois de passar as últimas décadas tomando dribles do vírus, a humanidade finalmente pode ter descoberto uma forma de encurralá-lo. "Há dois anos, se alguém falasse em cura, seria considerado maluco. Isso era considerado impossível", diz John Frater, imunologista da Universidade de Oxford e um dos líderes do Cherub (Collaborative HIV Eradication of Viral Reservoirs), projeto que reúne cinco universidades inglesas num estudo contra o vírus. "Estou genuinamente entusiasmado", afirma.



A técnica de expulsão do HIV é a inovação científica mais importante, e instigante, das últimas décadas. Mas não é a única novidade na luta contra o vírus. Há pessoas que, por meio de outros procedimentos médicos, foram curadas da Aids. Em alguns casos, elas desenvolveram resistência ao HIV; em outros, o vírus desapareceu do organismo. Você vai conhecer essas histórias a seguir.

ONDE O VÍRUS SE ESCONDE
Como o HIV é muito pequeno, penetra facilmente nas mucosas genitais durante o sexo, e delas vai para a corrente sanguínea, onde encontra sua vítima: as células T, peças centrais do sistema imunológico. O vírus penetra nessas células e as escraviza, transformando-as em máquinas de produzir HIV. É um processo diabolicamente eficiente, que gera 100 bilhões de novas cópias do vírus por dia. No começo, a pessoa não sente nada, no máximo febre e um mal-estar discreto. Mas as células T vão morrendo até que, após alguns anos, o sistema imunológico fica comprometido - e a Aids se instala.

Existem dois tipos de células T: as ativas e as inativas. É como no exército. Alguns soldados estão de prontidão nos quartéis e outros vivem na reserva, podendo ser convocados em caso de emergência. O HIV infecta tanto as células ativas quanto as inativas. O problema é que os medicamentos antirretrovirais só agem nas células ativas. Nas células inativas, que vivem numa espécie de hibernação, o remédio não faz efeito. Isso porque essas células não contêm um montão de HIV dentro. Na verdade, é algo mais assustador ainda.

Elas têm o vírus HIV copiado dentro do próprio código genético. Isso significa que, conforme vão sendo ativadas pelo organismo (um processo natural, que acontece ao longo da vida de todo mundo), começam a se reproduzir - e fabricar enormes quantidades do vírus. É por isso que os medicamentos antirretrovirais não curam a Aids. As células T inativas funcionam como um enorme reservatório de vírus. Ele até vai sendo esvaziado aos poucos, na medida em que as células inativas vão sendo repostas pelo organismo e o vírus vai sendo eliminado pelos medicamentos, mas isso leva uma eternidade: segundo estimativas, pelo menos 60 anos. Ou seja, o portador de HIV tem mesmo de passar a vida toda tomando antirretrovirais (que provocam efeitos colaterais como hipertensão, diabetes e danos aos rins, fígado e ossos).

A menos que exista uma forma de esvaziar à força os reservatórios de HIV.

Essa possibilidade começou a se desenhar em outubro de 2006, quando o governo americano autorizou a venda de um novo medicamento, chamado vorinostat. Esse remédio foi criado para tratar o linfoma cutâneo de células T, um câncer no sistema imunológico. Esse câncer se manifesta na forma de lesões na pele, mas se origina no sangue. Ele é tratado com quimioterapia. Mas a quimioterapia só funciona bem com tumores que se multiplicam bastante (porque ela age na reprodução celular). E o linfoma cutâneo não é assim. Por algum motivo, ele faz o corpo aumentar a produção de histona deacetilase (HDAC), um tipo de enzima que faz as células pararem de se reproduzir. E isso reduz o efeito da quimioterapia. O vorinostat bloqueia a ação dessa enzima, colocando o câncer de novo em estado de multiplicação - e vulnerável à quimiotepia. Atiçar o câncer é uma estratégia arriscada. Por isso, o vorinostat só é usado em casos graves, nos quais dá resultado (70% dos pacientes respondem a ele).

A infecção - e o caminho da cura

O segredo está em acordar células dormentes, onde o HIV fica escondido

http://super.abril.com.br/saude/cura-aids-762959.shtml
http://curisiosidadesnanet.blogspot.com.br/2011/11/relembre-os-famosos-que-nao-conseguiram.html
http://www.aids.gov.br/pagina/o-que-e-hiv
http://www.tuasaude.com/sintomas-da-aids/
http://www.brasilescola.com/geografia/a-aids-na-africa.htm

3 comentários:

  1. Minha dor vírus HIV foi curado pela medicina herbal um grande homem. Desde últimos 7 meses quando eu estava tendo Estes vírus. últimos 5 semanas eu estava em uma grande dor, então eu empurrar um dos meus amigos sobre isso, ela me empurra prejudicar há uma grande medicina homem ferido ervas pode curar o HIV e tantas doenças e ele inferiores ajudar as pessoas em engravidar e trazendo de volta EX. Perguntei-lhe se ela deixou o contato para que eu pudesse dar-lhe uma tentativa, ela me deu a drosasherbalhom@gmail.com e-mail, eu e-mail que ele falar comigo, e ele me envia a medicina herbal e sabonete de ervas através do serviço de DHL ao meu país, empurrar-me como eu vou estar usando o sabonete de ervas e bebendo as ervas e depois de algumas semanas Devo ir para o corpo. O que eu fiz, me estimula quando o médico ferido sou HIV negativo agora eu não podia acreditar que eu fui ver outro médico o resultado ainda era o mesmo que eu não poderia manter isso para mim, então eu decidi deixá-lo fora desta página mal se alguém aqui precisa de ajuda na cura de seu / sua vírus HIV ou tentando entrar em contato que ele concebeu fundo deve também têm creme à base de plantas para aumento do pênis e lidar com problemas muito espirituais, mais uma vez você pode e drosasherbalhome@gmail.com WhatSAP do sexo masculino ou do sexo masculino via seu número de telemóvel +2349035428122 desejo-lhe boa sorte,

    ResponderExcluir
  2. Obter uma cura para o HIV é um conceito poderoso, muitas vezes falado como o Santo Graal da pesquisa do HIV. Embora os fármacos anti-HIV efetivos tenham transformado o HIV em uma condição gerenciável crônica - uma condição em que vives, em vez de morrer -, a terapia ao longo da vida é uma proposição muito diferente para ser definitivamente curada.
    Eu coloco a toda a raça humana que existe uma cura acessível e vendável do HIV que funcionou bem como colocaria a erradicação global de novas infecções por HIV ao alcance, ao mesmo tempo que transformaria a vida daqueles que agora viviam com o vírus.

    Dada a eficácia deste medicamento tanto no tratamento como na prevenção da infecção pelo HIV, digo a todos que lêem isso, que sou testemunha viva disso. Ao contrário de fraudadores e scammers online que irão te jogar e deixá-lo frustrado com a perda de dinheiro e esperança, essa droga custa menos e vale a pena tentar.
    Se você está interessado em curar sua própria doença,
    Abaixo está o link de comunicação do médico que possui o novo medicamento que recebi que me deu cura.
    Dr. Hazim Usman. Você pode enviá-lo por e-mail (usmandrhazim@gmail.com) ou o que ele está no telefone +2348154641673 CUIDADO DE SCAMMERS ONLINE

    ResponderExcluir
  3. Las habilidades para la vida y los programas de educación sexual generalmente solo se enfocan en jóvenes VIH negativos. Y la prevención del VIH parece ser la objetivo principal de muchos de esos programas. Sin embargo, los jóvenes VIH positivos también necesitan nuestra atención y cuidado. Esta guía explica cómo, con pequeños ajustes, las actividades educativas existentes pueden proporcionar a los jóvenes VIH positivos sin revelar su estado, con habilidades para hacer frente a su estado y llevar una vida plena.

    Mi nombre es Carolina Boa, ayúdenme a agradecer al doctor Okojie Oboh por sanarme del VIH. Soy de Lyon, Francia. He estado harto de
    VIH durante 3 años y he estado visitando el hospital por medicamentos antirretrovirales. Llegué a un punto en el que comencé a visitar herbolario de hierbas, sin embargo, la enfermedad todavía estaba destruyendo mi sistema ya que no hubo cambios positivos. Un día mi amigo muy cercano me dio este correo electrónico de un médico hivherbal.curehome01@gmail.com y el número de WatsApp: +2348119857853, ella me dijo que había leído tan mucho sobre cómo este doctor curó diferentes enfermedades, incluido el VIH. Ella me convenció para intentarlo. Contacté al doctor Okojie Oboh a través del correo electrónico, prometió preparar un remedio herbal y enviarme a Francia si solo puedo pagar el costo y contarle a más personas acerca de sus poderes cuando llegue el curado. Pagué todos los gastos necesarios para obtener el remedio herbal, tomé el medicamento como él recetado por dos semanas, después de lo cual fui a un chequeo médico y vi el mayor milagro de mi vida. El resultado de mi prueba fue VIH Negativo. Han pasado 4 meses y he realizado innumerables chequeos médicos y todos fueron negativos. No puedo dejar de agradecer El doctor Okojie Oboh por curarme y, por supuesto, a mi amiga cercana Veronica por relacionarme con el médico. Cualquier enfermedad que seas tener VIH, Herpes, HPV, Hepatitis B, Cáncer y demás, no te rindas porque el Doctor Okojie Oboh también puede sanarte si crees y contactarlo

    Gracias.
    Que Dios haga tu propio milagro mientras tengas la fe y crea en contactar a este médico a base de hierbas.
    Te deseo la mejor de las suertes
    Saludos.

    ResponderExcluir

AGRADEÇO SUA VISITA.
VOLTE SEMPRE.