"Somos Físicos". Assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todos os assuntos resultam de pesquisas coletadas na própria internet.

Welcome To My Blogger

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Técnico em Comunicação Visual (Profissões)

Paulo Botelho fez curso técnico em comunicação visual e, hoje, é dono do estúdio

O Técnico em Comunicação Visual estará apto para elaborar projetos de comunicação visual de mídias impressas, eletrônicas e publicações editoriais aplicando conhecimentos de estética de forma criativa para atender ao público alvo, dentro dos padrões de prazo, custo e qualidade estabelecidos pelo mercado; analisar, interpretar e propor a produção da identidade visual das peças, além de controlar, organizar e armazenar materiais físicos e digitais da produção gráfica.
É um curso de educação profissional que habilita profissionais para atuar na área de Comunicação Visual, desenvolvendo trabalhos nos cinco setores de atuação deste mercado: Editorial (livros, jornais e revistas), Institucional (projetos de identidade visual de empresas), Publicitário (anúncios para mídia impressa), Promocional (embalagens e materiais promocionais) e Marketing direto (malas diretas e catálogos). 

No universo da comunicação visual, o design gráfico está em franca expansão, tornando-se cada vez mais competitivo e exigindo uma formação técnica polivalente. No campo da tecnologia gráfica ocorreram profundas transformações com a chegada dos sistemas e processos digitais de pré-impressão, impressão e pós-impressão.


Segmentos de atuação: agência de publicidade, editoras, bureau gráficos; gráficas; escritórios de design; provedores de internet.
http://portais.fieb.org.br/senai/component/content/article/6-noticias-senai/269-saiba-mais-sobre-o-curso-tecnico-em-comunicacao-visual.html

Técnico em Produção de Moda (Profissões)


Um Técnico em Produção de Moda coordena a montagem de ambientes para divulgação da moda, estabelecendo uma relação direta entre produto e consumidor por intermédio de catálogos, desfiles e meios de comunicação em geral. Pesquisa tendências de moda, de mercado e de lançamentos para construção dos estilos e sua composição visual. Elabora a composição de looks direcionados para produção publicitária, vitrines, exposições, desfiles, entre outros tipos de apresentação pública de estilo.
Produtor de Moda. Uma profissão que, embora seja muito requisitada, nem todos sabem exatamente qual é a função. Com a crescente evolução que a moda enfrentou nas últimas décadas, a cada ano surgem mais eventos e desfiles e a participação de um produtor de moda toma uma importância notável. 

Um bom produtor de moda tem de entender de tudo um pouco - cinema, arte, música, tendências, maquiagem - e, principalmente, ter uma completa agenda de prestação de serviços, pois ele é a figura central que costura o trabalho de todos os profissionais e serve de ponte para os que trabalham na equipe. É ele quem sabe qual o cabeleireiro indicado, entende o funcionamento das agências de modelos, faz o casting e providencia transporte e alimentação para todos. 

"O produtor de moda é o profissional que busca elementos, modelos, roupas e acessórios, para a realização de fotografia, filmes, desfiles visando alcançar o ideal de beleza pré estabelecido por uma pauta específica. Seu papel cruza-se com o dos produtores executivos, de figurinos e objetos, mas na maioria das vezes ambas as funções é feita pelo produtor de moda", relata Edyr Moraes, professor do curso livre de produção de moda no SENAC. 

A produção de moda dá continuidade ao trabalho do estilista, encarregando -se de viabilizar os meios para que a roupa, antes pesquisada e idealizada, possa despertar o desejo de consumo, fechando o ciclo que faz a engrenagem da moda funcionar, seja através de desfiles, figurinos de cinema, teatro e televisão, exposições ou books de modelos. Ele tem como objetivo administrar o desejo das marcas de projetar umas imagem final. 

O desfile é mais do que apresentação de roupa, é a apresentação de um ambiente definindo então o estilo próprio de cada estilista, de cada coleção. 

Para produzir junto com um fotógrafo o produtor tem de ter noções básicas de foto - P&B, colorida, cromo... 


Na área de publicidade, cinema e TV, a função do produtor não é mostrar a roupa, e sim, criar o estilo de um personagem.


Além do Senac,existe a "Sigbol",uma excelente escola de moda: 


http://pronatec.mec.gov.br/cnct/et_producao_cultural_design/t_producao_moda.php

Técnico em Calçados (Profissões)

Ser um técnico de calçados é uma excelente escolha profissional, pois no mercado há uma grande falta de profissionais preparados nesta área. Ao realizar o curso técnico de calçados o aluno irá desempenhar atividades relacionadas à execução, planejamento e supervisão desses processos. Para tanto, emprega conhecimentos tecnológicos, técnicas gerenciais. Basicamente, o técnico de calçados pode atuar na indústria de calçados. Essa indústria pode ser de grande, médio ou pequeno porte. Esse profissional pode assumir o cargo de gerente da Produção, Modelista, de Técnico do setor de Produção etc.
O Técnico em Calçados executa as operações relativas à fabricação de calçados tais como corte, preparação, costura, pré-fabricação, montagem e acabamento. Modela e executa a produção de calçados. Atua e auxilia o planejamento, programação e controle dos processos de produção. Define a previsão de utilização de materiais, equipamentos e recursos humanos para produção.

Possibilidades de temas (como poderá atuar)

Fabricação de calçados. Desenho técnico e modelagem. Materiais. Processo produtivo. Custos e comercialização.

Possibilidades de atuação (onde poderá atuar)

Indústrias de couro e calçados. Assistência técnica de produtos para indústria calçadista e courista.

http://www.mundodastribos.com/curso-de-calcados-gratuito.html
http://www.omeufuturo.com.br/portal/profissoes/tecnico-em-calcados

Impressor Offset (Profissões)

Um impressor Offset repara e opera impressoras offset de vários formatos, alimentadas à folha ou à bobina, com diferentes sistemas de controle. Prepara fôrmas offset, realizando testes. Planeja, orienta e coordena produção de material impresso. Analisa e avalia as características de matérias-primas, dos processos de produção e dos produtos acabados.

Possibilidades de temas (como poderá atuar)

Produção Gráfica. Acabamento. Matérias-primas e processos. Impressão em máquina offset alimentada à folha ou à bobina. Insumos. Análise e avaliação do impresso padrão. Processos especiais de impressão.

Possibilidades de atuação (onde poderá atuar)

Industrias gráficas e de impressão. Jornais e revistas. Fornecedoras de insumos e equipamentos para impressão. Empresas de pré-impressão.

Os salários de um impressor podem variar de R$1000,00 a R$6000,00 ou mais... isso vai depender da maquina são vários fatores que que definem o salário: formato da maquina, numero de cores, segmento, experiência profissional e outros.
Em São Paulo Capital, procure o Senai Theobaldo de Nigris lá terá toda a informação necessária sobre offset.
http://www.omeufuturo.com.br/portal/profissoes/tecnico-em-impressao-offset

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Técnico em Radiologia (Profissões)

Quando você faz um exame médico de imagem ou recebe radioterapia, a pessoa que realiza estes procedimentos é um técnico de radiologia. Esse profissional é treinado em anatomia, técnicas de exame, proteção contra radiação e cuidado ao paciente. Um técnico de radiologia garante que uma imagem diagnóstica precisa seja obtida.


Descrição do trabalho

Um técnico em radiologia, também conhecido como radiologista, é responsável por realizar raios-X do corpo humano que são usados em análises médicas. Um tecnólogo pode trabalhar em um hospital, clínica médica, laboratório ou centro de diagnóstico por imagens. Essa pessoa deve garantir que os pacientes estejam devidamente posicionados, para ter certeza que as partes do corpo serão devidamente radiografadas. O técnico em radiologia garante que os pacientes não estejam expostos desnecessariamente à radiação. Além de cuidar do pacientes, o técnico mantém os registros e cuida do equipamento.

Condições de trabalho

Um técnico em radiologia precisa de vigor, de acordo com o departamento de estatística dos Estados Unidos, porque ficam em pé por um período prolongado e podem ter de mover pacientes deficientes. Ao mesmo tempo em que a radiação apresenta riscos ao profissional, seus efeitos são minimizados através de equipamentos de segurança como dispositivos de proteção. A maioria dos técnicos trabalha 40 horas por semana, o que pode incluir finais de semana, noites ou plantões.

Treinamento

Para tornar-se um técnico em radiologia, é necessário treinamento em radiografia. Este treinamento pode varias de 1 a 4 anos. Para participar de um curso técnico em radiologia é necessário um diploma de ensino médio. O curso técnico em radiologia fornece aulas de anatomia, física da radiação, proteção contra radiação, princípios em imagens, terminologia médica e patológica. Na maioria dos estado um técnico em radiologia deve ser licenciado. Para a certificação, um técnico deve possuir 24 horas contínuas de aulas a cada 24 meses.

Especialização

De acordo com a Sociedade Americana de Tecnólogos em Radiologia , um tecnólogo pode especializar-se em uma variedade de regiões de diagnóstico em imagens. Essas regiões incluem densidade óssea, radiografia cardiovascular de intervenção, tomografia computadorizada, mamografia, ressonância magnética, medicina nuclear ou ultrassonografia. Para se registrar, o tecnólogo deve terminar um curso mínimo de 2 anos de duração em um curso credenciado em um hospital ou um curso superior de 2 ou 4 anos.

Salário

De acordo com o Conselho Nacional de Técnicos em Radiologia (CONTER), o piso salarial de um tecnólogo em radiologia é de R$ 1720,10, em Maio de 2013.
http://www.ehow.com.br/tecnico-radiologia-faz-sobre_59188/


Técnico em Meio Ambiente (Profissões)

Um Técnico em Meio Ambiente auxilia no monitoramento de sistemas de tratamento de águas, efluentes, resíduos sólidos e emissões gasosas através de técnicas e equipamentos específicos, observando os padrões e determinações técnicas. 
Coleta e analisa amostras líquidas, sólidas e gasosas em laboratórios específicos, utilizando equipamentos, aparelhos e reagentes de modo seguro e evita que interferentes alterem os resultados analíticos. 
Sugere e acompanha programas de controle de poluição, de minimização de consumo de água,energia, matéria prima, insumos e fiscalizar os processos de redução, reciclagem e reutilização. 
Participa de atividades de gerenciamento ambiental, minimização de poluição, avaliação de impactos ambientais; coletando, processando e relatando informações técnicas; participando de reuniões e grupos de trabalho. 
Coordena equipes de trabalho sob sua responsabilidade e orienta para o cumprimento das normas de higiene, segurança e qualidade. 
Participa de atividades de implantação e acompanhamento de um sistema de Gestão Ambiental.
 O técnico em Meio Ambiente pode atuar em diferentes áreas, tais como a gestão ambiental, o controle da poluição, a recuperação de zonas degradadas, a educação ambiental, entre outras.
Algumas das suas principais tarefas são:
  • Participar em ações de preservação ambiental;
  • Caracterizar os diferentes ecossistemas;
  • Participar na elaboração de relatórios de impacto ambiental;
  • Sensibilizar a população para uma boa utilização dos recursos naturais;
  • Diagnosticar ameaças ambientais e prever as conseqüências das mesmas;
  • Ajudar na implementação e na aplicação das leis relativas ao meio ambiente;
  • Organizar eventos e palestras sobre temáticas ambientais;
  • Contribuir para a produção de políticas ambientais eficazes.

O salário é de R$ 1.759,90. Mas pode variar até R$2.500,00 dependendo da região ! 

Está área está em alta no Brasil, Meio Ambiente é o que mais cresce em nosso pais 
https://explicatudo.com/o-que-faz-um-tecnico-em-meio-ambiente

Técnico em Eletroeletrônica (Profissões)

Eletrotécnica ou mais conhecido como curso Técnico em Eletrotécnica, tem como objetivo formar profissionais capacitados para atividades de execução, manutenção de componentes e equipamentos eletro-eletrônicos, independente de qual seja a forma (empresa, indústria, prestação de serviços, etc.).
O perfil do eletrotécnico  deverá ser critico, aplicado, atencioso e bem correto em suas atividades, pois o profissional será responsável por todas as atividades eletro-eletrônico do meio que se encontra.
O interessante é que, quando escutamos falar sobre eletrotécnica logo nos vem à mente, um profissional especializado em eletrônica e elétrica, e é justamente isso que é.
 A área de eletrotécnica é um ramo de Engenharia Elétrica  que estuda o uso de circuitos formados por componentes elétricos e eletrônicos visando sempre, gerar, transmitir, distribuir e armazenar energia elétrica. A linhagem de empresas que podemos encontrar interessadas nessas atividades são as principais: usinas hidrelétricas, termelétricas, eólicas, solares, entre muitas outras que foco também seja relacionado à produção e geração de energia elétrica. É interessante observarmos que toda empresa, indústria, necessita de um profissional especializado nestas atividades, pois como pudemos observar ele é o responsável pelas atividades eletro-eletrônico da empresa.
Mercado de trabalho:
O eletrotécnico pode trabalhar em indústrias metalúrgicas, assistência técnica, telecomunicações e até mesmo em construção civil. Onde ele realmente se sobressairá são as empresas voltadas a geração e distribuição de energia elétrica.
Abaixo a lista de alguns ramos de atuação do eletrotécnico:
  • Empresas concessionárias de distribuição de energia elétrica;
  • Empresas de geração e transmissão de energia elétrica;
  • Empresas de telecomunicações;
  • Empresas de água e saneamento;
  • Escritório de projetos técnicos;
  • Empresas de instalação e manutenção de equipamentos elétricos;
  • Empresas de representação comercial de aparelhos e equipamentos elétricos;
  • Indústrias de aparelhos e equipamentos elétricos e
  • Profissional liberal.
São muitas as instituições que fornecem estes cursos, segue abaixo algumas das mais conhecidas:
  • FAATESP
  • SENAI
  • CEFET
  • Faculdade Oswaldo Cruz
A remuneração média de um profissional sem experiência com o técnico em eletrotécnica esta varia em torno de R$ 1.500,00 à R$ 2.000,00 iniciais.
Neste segmento temos o Curso Técnico em Eletrotécnica e em Engenharia Eletrotécnica. Ambos são muito bons, o aconselhável é sempre fazer o técnico, ingressar na área e depois partir para engenharia, assim estará muito mais capacitado para desenvolver-se pessoalmente e academicamente

Técnico em Metalurgia (Profissões)

O Brasil como atualmente é um dos maiores produtores de ferro do mundo e com uma larga indústria envolvida com a produção de matérias primas e manufaturação de metais, é um grande nicho para profissões como a de técnico em metalurgia, pois sua aplicação na indústria brasileira é bastante difundida e bem remunerada. O técnico de metalurgia em si, pode assumir várias funções dependendo da necessidade da empresa, sua formação o habilita para supervisionar e planejar a operação de caldeiras, soldagens, detectar impurezas e regular as propriedades químicas dos metais manipulados, entre outras funções.
A profissão de técnico em metalurgia lhe proporcionará encontrar emprego em diversos tipos de empresas desde as de usinagens, indústrias de transformação, várias outras industrias que produzem manufaturas de metais até laboratórios metalúrgicos. O técnico dessa área é vital para o funcionamento das empresas do ramo, por isso a demanda das corporações por pessoas formadas em técnico de metalurgia, principalmente em instituições de qualidade, é bem grande.
Técnico em Metalúrgica é o profissional responsável por atuar na transformação, fundição e tratamento de metais.
Um Técnico em Metalúrgica executa operações de soldagem, serralheria, ferraria e reparos de estruturas metálicas, aplicando técnicas de medição, testes e ensaios.
Está sob as responsabilidades de um Técnico em Metalúrgica fazer a fundição de metais e suas ligas, fazer transformações metalúrgicas, tratamentos térmicos, soldagem, conformação mecânica e fundição de metais, fazer a corrosão e proteção de superfícies, preparar ensaios mecânicos e metalúrgicos elaborando desenho técnico de máquinas e ferramentas.
Para que o profissional tenha um bom desempenho como Técnico em Metalúrgica é essencial possuir conhecimento indústrias nas áreas de metalomecânica, siderúrgica, automobilística, naval, petrolífera, de extração e beneficiamento de minérios, construção mecânica e controle de qualidade.
Técnico em Metalúrgica por ser o profissional responsável por atuar na transformação, fundição e tratamento de metais, se relaciona com a área, Siderúrgica, Automobilística, Naval, Petrolífera, Mecânica e Qualidade.
http://www.infojobs.com.br/artigos/Tecnico_em_Metalurgica__3868.aspx
http://www.mini-dicas.com/2014/05/7099014_curso-tecnico-de-metalurgia-gratuito-no-senai-sp.html

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Técnico em Mineração ou Recursos Naturais (Profissões)

No filme O Senhor dos Anéis, os anões são geralmente hábeis mineradores, inigualáveis até mesmo pelos elfos em suas artes. Além de ser uma atividade bastante próspera e lucrativa, devido a sua baixa estatura, as cavernas e grutas não são apenas o seu local de trabalho, mas muitas vezes o seu lar. Saindo da Terra Média e voltando para o planeta Terra, a técnica de escavar garimpo em minas e extrair minérios, que é tão antiga quanto às histórias de Tolkien, veio se aperfeiçoando e logo se criou a necessidade de um profissional especializado na área: o técnico em mineração.

O lado bom é que nem tudo precisa ser tão árduo quanto à rotina de anões mineradores. Em contrapartidas, quem pensa em fazer o curso de Mineração pode se preparar para estudar matemática, física, química, geologia e outras coisinhas mais. O mercado oferece boas oportunidades para atuar não só em empresas de mineração, mas também na prospecção e na produção de petróleo e gás, bem como em outros setores da indústria e da pesquisa.
 

O curso


Primeiramente, antes de fazer o curso técnico em mineração, você deve observar se tem o perfil exigido pela profissão. Adaptação a ambientes nada confortáveis e pouco convencionais, resistência ás altas temperaturas e situações anormais.
Se você faz o perfil Rambo ou Indiana Jones já é um passo para entrar na academia. Geologia, Mineralogia, Cartografia, Legislação, Gestão de qualidade, Higiene e segurança do trabalho e Meio-ambiente são algumas das matérias estudadas.
 

A profissão


A mineração é a arte de extrair minerais e rochas que possam ser úteis a sociedade. Porém o trabalho não é só descer metros e mais metros abaixoda terra à procura de pepitas de ouro e diamante. A mineração é um serviço complexo e minucioso, por isso fazem parte da sua rotina de trabalho é dividida em três etapas: a pesquisa, a extração propriamente dita e o beneficiamento do minério (preparação para utilização do minério, mas não confunda isso com o refinamento. Isso é lá no final de tudo, quando as pedras e substâncias vão para as indústrias).
São funções do técnico em mineração: operar equipamentos e máquinas, sondagem, perfuração, amostragem e transporte. Monitoramento de estabilidade de rochas em céu aberto e a minas subterrâneas. Elaboração de mapeamento geológico e amostragem. Auxilio na caracterização de minérios. Além disso, também é papel do técnico zelar e cuidar ao máximo do meio-ambiente, causando o mínimo de danos possíveis. Nessa parte o maquinário e as tecnologias usadas no serviço de extração ajudam bastante, além de que são uma verdadeira mão na roda (ou na terra)no que diz respeito à eficiência e agilidade do serviço. 
 

Mercado de trabalho


O profissional técnico em mineração está entre os mais procurados do Brasil. Principalmente por empresas a Vale, Petrobras e indústrias do setor de minérios. Inclusive, com a descoberta do pré-sal, mais do que nunca esse tipo de profissional se faz necessário no mercado.

Inicialmente o salário de um técnico em mineração varia entre R$ 1.000 e R$ 1.500, porém com o tempo, a experiência e constante qualificação profissional o salário pode chegar até R$ 5.000.

O Técnico em Mineração é um dos mais completos profissionais do setor mineral, formado para atuar com competência tanto no campo profissional, como em situações que envolvem relações interpessoais.Sua atuação múltipla, em pesquisa , lavra e tratamento de minerais, permite às empresas de mineração uma busca efetiva de riquezas minerais rentáveis. Este profissional é um dos responsáveis pelo acesso a essas riquezas, bem como um dos definidores dos processos de extração o e tratamento desses bens minerais, de forma econômica e viável. Não somente buscando e avaliando as riquezas minerais o técnico exerce seu papel, mas também atuando nos processos de implantação e produção são indispensáveis para que o empreendimento mineral atinja realmente suas metas.
Rochas e Minerais do Brasil
 


Minério de Ferro


 
 http://www.explicaki.com/9007-tecnico-em-mineracao.htm

Técnico em Geologia (Profissões)

O objeto de estudo do geólogo abrange toda a formação do globo terrestre. Aplicará os seus conhecimentos sobre rochas, para a mineração, extração de petróleo, estudo de fósseis, busca de água subterrânea, como a do Aquífero Guarani, pode também ter um trabalho mais social, com na análise das encostas de morros ocupados por moradias, prevenindo deslizamentos, monitoramento de terremotos. Mas o grande mercado que se anuncia para os geólogos é a indústria do petróleo no Brasil, que tem plena expansão pelos próximos 20 ou 30 anos, não podemos deixar de fora a questão ambiental que requer a presença de um geólogo para a finalização de Relatório de Impacto Ambiental - Rima. Detalhe importante, todo bom geólogo é um profundo conhecedor de química, física e matemática. 
 
O curso de Geologia é um bom exemplo de integração de teoria e prática.
No início do curso de geologia o foco vai ser a formação básica do geólogo com fortes conteúdos de matemática, biologia, química e física. Nos anos finais o estudante passará também a fazer muitas aulas práticas e muitos laboratórios.
Além de matérias de conteúdo universal, no decorrer do curso de geologia o aluno também será introduzido em conteúdos específicos tais como petrografia (análise de rochas), análise de terrenos e até mesmo paleontologia (estudo de fósseis de animais e plantas, extintos ou não).
Em algumas universidades, principalmente nas Universidades Federais, é obrigatório que o aluno produza um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).
 
Ser Técnico em Geologia se habilita em realizar mapeamento geológico e amostragem em superfície e subsolo, também deve tomar frente na caracterização de minérios e nos projetos de identificação, qualificação e quantificação de ocorrências minerais. Além de trabalhar em levantamentos topográficos nas atividades de pesquisa mineral e conduzir equipamentos de sondagem, perfuração e pesquisa mineral. Impor as normas técnicas nas atividades específicas da área de mineração, também no tocante a medidas de controle e proteção ambiental e à segurança do trabalho.


Carreira de Geologia: Aspectos Favoráveis

Há excelentes oportunidades para profissionais de Geologia graças a descoberta dos gigantescos poços de Petróleo do Pré-Sal Brasileiro.
Outra área bastante favorável é a de mineração, Geologia da Mineração, as empresas estão buscando uma exploração cada vez mais moderna e sustentável o que exige um forte trabalho de profissionais de geologia e gestão ambiental.

Carreira de Geologia: Aspectos Desfavoráveis

No trabalho de campo muitas vezes o profissional de geologia pode ser exposto a condições insalubres tais como ambientes barulhentos ou então locais com risco de desabamento.
É importante lembrar, no entanto, que embora perigosas essas atividades tem um risco controlado, essa garantia é dada pelos equipamentos de segurança e pelo planejamento.

 http://www.guiadacarreira.com.br/artigos/profissao/geologia/

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Técnico em Química (Profissões)


Com atuação em refinarias, plataformas, laboratórios e estaleiros, o técnico químico tem papel de destaque em atividades das indústrias de alimentos, metalúrgica, exploração de minérios, agroindústria, oleiro cerâmico, medicamentos, perfumes, órgãos governamentais que tratam do meio ambiente e controle de qualidade de alimentos. Além disso, é um dos profissionais mais procurados pela Indústria de Energia.
Presente em todos os lugares, a Química  é responsável por grande parte dos avanços tecnológicos obtidos pela civilização. O profissional com formação técnica em Química está apto a executar análises laboratoriais de natureza física, físicaquímica, química e microbiológica em petróleo, gás natural, fluídos aquosos em geral, produtos químicos, efluentes sanitários e efluentes industriais.
Além disso, o técnico químico atua em apoio às atividades que compõem a cadeia produtiva de Exploração & Produção e executa amostragens de fluídos, produtos químicos e resíduos em apoio às atividades operacionais.
Um químico pode atuar: 
Ensino 
Dar aulas nos ensinos fundamental e Médio e, com pós-graduação, na educação superior. 
Meio ambiente 
Desenvolver e acompanhar técnicas de tratamento de resíduos industriais, para impedir ou reduzir a poluição de água, ar e solo. 
Pesquisa 
Trabalhar em universidades, institutos de pesquisa, indústria e órgãos do governo, produzindo testes e publicando artigos científicos. 

Química 
Forense atuar na área de perícia, realizando testes a partir de evidências como impressão digital e compostos químicos para solução de crimes. 

Química industrial 
Desenvolver produtos e tecnologias para a indústria. avaliar a viabilidade técnica e econômica de processos de fabricação e gerenciar a linha de produção, coordenando a instalação e a manutenção de equipamentos. aperfeiçoar produtos que passem por tratamento químico. 
Tec. química: 
O curso se destina a formação de técnicos de nível pós-médio na área de Química Industrial, com competências e habilidades para operar e controlar processos químicos industriais bem como realizar o seu controle analítico. Importantes condições de contorno são acrescidas no tocante ao conhecimento de princípios de qualidade e produtividade, dos aspectos de impactos de processos industriais no meio ambiente e dos princípios de economia aplicada à avaliação de rotas turísticas. 

A formação do ensino profissional de nível técnico deve ser norteada pelo perfil de habilidades e competências ditado pelas necessidades do setor produtivo. Assim sendo e por considerarmos a necessidade de aplicação das competências profissionais do Técnico em Química Industrial para além de funções de Analista Químico é que após as Diretrizes Curriculares Nacionais para um Industrial Químico, se optou pela formação de um profissional de formação generalista capaz de desempenhar as funções de Analista de Processos Industriais e Operador de Processos Industriais. As tabelas a seguir reúnem as habilidades principais de cada um das funções. 
Basicamente a diferença é que você e submisso ao químico =x. 
http://www.profissoesdefuturo.com.br/mapa-de-profissoes/tecnico-quimico

Técnico em Nutrição (Profissões)

O Técnico em Nutrição e Dietética é o profissional formado em curso técnico que auxila o Nutricionista. Este, por sua vez, é o profissional formado em graduação na área de nutrição, e ambos são profissionais da área de saúde. Eles tem a responsabilidade educar e recuperar a saúde das pessoas individualmente ou em termos de população. As duas profissões são voltadas para melhor alimentação apenas do ser humano estando saudáveis ou doentes durante todo o ciclo vital. Esse profissional não trabalha apenas em consultórios ou hospitais, atua também em indústria estudando e coordenando a produção alimentícia. Em escolas na merenda escolar, assim como hospitais e hotéis nos respectivos cardápios.
O técnico em Nutrição e Dietética tem que ser formado em curso técnico que atenda a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e adequados aos Referenciais Curriculares Nacionais da Educação Profissional de Nível Técnico, que tem que ser tudo aprovado pelo MEC – Ministério da Educação. Também é obrigatório o registro no Conselho Regional de Nutricionistas.
O curso técnico é feito de aulas teóricas e práticas. São estudados a base do trabalho que são os alimentos, técnicas para conhecer os alimentos e as patologias para as dietas. O aluno aprende também a trabalhar com a higiene necessária para as refeições, e se capacita para exercer cargos maiores na hierarquia onde poderá trabalhar. A Duração do curso é em torno de 2 anos.
Para o profissional de Nutrição tanto técnico como graduado é praticamente igual, eles podem trabalhar em diversas áreas.
O campo de trabalho do profissional de nutrição se amplia, ganhando projeção em função da exigência que caracteriza o mercado. Na área profissional da saúde, a subárea Nutrição e Dietética envolve funções voltadas a alimentação humana, a partir do estudo das necessidades nutricionais de indivíduos e coletividades, sadios e enfermos, em todas as fases do ciclo vital. Suas ações envolvem o transporte, a estocagem, a seleção dos gêneros e preparo e a distribuição de alimentos, visando seu aproveitamento integral e a segurança alimentar dentro das normas específicas, ações também relacionadas com elaboração de cardápio adequado ao público alvo, educação alimentar para os indivíduos comunidades e operadores de cozinhas e a avaliação do estado nutricional individual. Os recursos tecnológicos, passam por marcantes modificações, com relação aos alimentos e equipamentos para seu procedimento.
E esse progresso da ciência que embasa a prática profissional, faz com que o trabalho com os alimentos seja orientado por normas cientificas, técnicas e legais, que geram sofisticação e precisão nos procedimentos efetuados. O mercado de refeições coletivas (restaurantes comerciais, cozinhas industriais e hospitalares e indústrias de alimentos), oferece empregos diretos e indiretos, consome toneladas de alimentos diariamente, sendo considerado de grande importância na economia nacional.
 O campo da saúde valoriza uma alimentação equilibrada e saudável, o que torna os consumidores mais informados e conscientes, com relação à qualidade de vida, aumentando as exigências, visando a melhora da qualidade dos serviços e produtos. As competências gerais do curso estão relacionadas com processo saúde-doenca do cidadão, da família e da comunidade.
O Nutricionista
Esse profissional deve ter diploma emitido por faculdades de Nutrição devidamente com registros em órgão competente do Ministério da Educação (MEC). É necessário estar com a inscrição em situação regular no Conselho Regional de Nutricionistas (CRN) .
A profissão foi estabelecida pela Lei nº 5.276, de 24 de abril de 1967. A Lei nº 8.234 de 17 de setembro de 1991, definiu atividades desse profissional.
 Dentre os campos de atuação deste profissional, se sobressai a área de alimentação coletiva, nutrição clinica e industrias de alimentos entre outras, tendo o curso com objetivo  de atender as necessidade exigidas pelo mercado.
http://escolalopes.com.br/cursos/tecnico-em-nutricao/
http://www.empregavitoria.com.br/tecnico-em-nutricao-e-o-nutricionista/