Welcome To My Blogger
O Blogger "Somos Físicos" aborda assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todas as postagens são pesquisas coletadas na internet. OUTUBRO ROSA

Welcome To My Blogger

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

MECÂNICA - TRAJETÓRIA

001
A ideia de trajetória é aparentemente simples.
 As linhas luminosas formadas pelos faróis e lanternas de automóveis da foto acima, ou do rastro do foguete na foto de abertura na introdução do nosso estudo sobre o movimento, são exemplos típicos de trajetórias de corpos em movimento.
Os rastros na neve deixados por um esquiador mostram o caminho percorrido por ele durante a descida de uma montanha. Se considerarmos o esquiador como sendo um ponto material, podemos dizer que a curva traçada na neve unindo suas sucessivas posições em relação a um dado referencial, recebe o nome de trajetória. O trilho de um trem é um exemplo claro de trajetória. A bola chutada por um jogador de futebol ao bater uma falta pode seguir trajetórias diferentes, dependendo da maneira que é chutada, às vezes indo reta no meio do gol, outras vezes sendo colocadinha no ângulo através de uma curva.
Repare que a trajetória de um ponto material também depende de um referencial. Isso quer dizer que um ponto material pode traçar uma trajetória reta e outra curva ao mesmo tempo? Sim. Veja o caso de uma caixa com ajuda humanitária sendo lançada de um avião (geralmente esse exemplo é dado com bombas, mas somos pacíficos por aqui). 
Para quem estiver no chão, olhando de longe, a trajetória da caixa será um arco de parábola. 
Já para quem estiver dentro do avião, a trajetória será uma reta, isso porque o avião segue acompanhando a caixa.
 Na verdade, você irá entender isso melhor quando já tiver em mente o conceito de inércia, mas por hora, fique tranqüilo com o que foi demonstrado até o momento.
002
Tudo é relativo?
Imagine a seguinte situação: você está sentado em um ônibus que cada vez mais se aproxima de um parque de diversões. Ao seu lado está sentado o seu pai. Seu pai está em movimento?
Essa pergunta, aparentemente simples, não tem uma única resposta. Vista por você, a posição de seu pai varia à medida que o tempo passa? A resposta é não, pois a medida que o tempo passa a posição de seu pai é sempre a mesma: sentado no banco ao seu lado.
Porém, visto por uma pessoa parada na calçada, depois que o ônibus passou por ela, seu pai se afasta cada vez mais.  Portanto, de acordo com a definição de movimento dada anteriormente, seu pai está parado em relação a você, mas, em relação a pessoa na calçada, ele está em movimento!
Incrível, não é? Portanto, o movimento é relativo, ou seja, depende de quem observa. Um sistema que possui um observador em relação à aquela se concluiu que um objeto está ou não em movimento é denominado referencial.

A forma do percurso – a trajetória
Você lembra da história de João e Maria, na qual os irmãos deixavam pedacinhos de pão como marcadores do caminho que percorriam, a fim de saber voltar para a casa depois?
A linha que encontraríamos ao ligar esses pedacinhos de pão é denominada trajetória.
Se todos os objetos ou seres vivos que se movem a nossa volta pudessem deixar um rastro, poderíamos observar a grande diversidade de trajetórias que encontramos no nosso dia-a-dia, algumas retas outras curvas.
Entretanto quando corpos em movimento observam outros corpos se movendo, temos que ter certos cuidados da hora de afirmar qual é a forma da trajetória do corpo observado.
Responda: A trajetória de um corpo depende também de um referencial?
Para responder a essa pergunta, imagine-se olhando para um avião que passa por você e larga uma bomba. Qual é a trajetória da bomba? E do avião?



Você terá acertado se respondeu que depende. De fato, para o avião a bomba cai em linha reta, mas para a pessoa que está observando isso não ocorre. Para ela, a bomba tanto cai quanto se desloca para a direita, e a forma da trajetória é uma curva.
Pois bem, para o avião a trajetória é retilínia. Para a você que está na calçada ela é curvilínia.
A forma do caminho percorrido por um corpo é denominada trajetória, e depende também do referencial!

Observe como pode ser algumas trajetórias:

   
                                        elíptica                                                       reta


          
                               circular                                                           parabólica                      

     
http://luznafisica.wikidot.com/movimento-trajetoria
http://www.sobiologia.com.br/conteudos/oitava_serie/mecanica5.php

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADEÇO SUA VISITA.
VOLTE SEMPRE.