Welcome To My Blogger
O Blogger "Somos Físicos" aborda assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todas as postagens são pesquisas coletadas na internet.

Welcome To My Blogger

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

A Química do Corpo Humano

O organismo é composto de uma porção de integrantes da tabela periódica.
 Na maioria dos casos, eles aparecem combinados e desempenham diferentes funções da cabeça aos pés.
 Entenda o papel de 21 moléculas fundamentais à nossa existência.
H (Hidrogênio): Compõe a água, que representa cerca de 70% do peso de um ser humano. 
Tem a função de, entre outras coisas, transportar substâncias, limpar órgãos e regular a temperatura.
Não-metais
C (Carbono): Sem ele, a vida não seria possível. Todas as moléculas orgânicas possuem carbono. Durante a respiração, é expirado junto com o oxigênio na forma de gás carbônico.
N (Nitrogênio): É indispensável ao DNA, estrutura localizada no núcleo das células que carrega toda a nossa receita genética. 
Também é o elemento básico das proteínas do corpo.
O (Oxigênio): Obtido principalmente por meio da respiração, é usado por todas as células na hora de converter os nutrientes em energia. Por essa razão é o elemento mais abundante do corpo.
F (Flúor): Reside em especial na boca, formando uma camada que protege os dentes do ataque das bactérias da cárie e da gengivite. 
Entra no corpo pra valer por meio da água fluoretada das torneiras.
P (Fósforo) e Mg (Magnésio): A dupla, encontrada em cereais e legumes, está na composição do trifosfato de adenosina, o ATP, que armazena energia. O fósforo ainda é peça-chave nas cadeias de DNA.
S (Enxofre): Transforma itens tóxicos que podem contaminar comidas e bebidas em substratos inofensivos à saúde. 
Contudo, alguns maus odores emitidos pelo organismo se devem a ele.
Cl (Cloro): Neutraliza a carga positiva de vários elementos, condição básica para que reações químicas aconteçam em diversos tecidos. 
O cloro está, por exemplo, no sal de cozinha.
I (Iodo):Componente dos hormônios T3 e T4, que são produzidos pela tireoide e regulam todo o metabolismo. 
Vem do sal e de hortaliças. Carência ou excesso geram disfunções na glândula tireoide.
Metais
Na (Sódio) e K (Potássio): Contraem e relaxam os músculos. 
O potássio fica dentro das fibras musculares e o sódio, do lado de fora. A troca de posições garante os movimentos. 
Daí por que precisam estar em equilíbrio.
Ca (Cálcio): É o mineral mais comum, presente em ossos e dentes. Ainda está nas membranas celulares, onde trabalha como porteiro, decidindo o que entra e sai. 
É obtido sobretudo com os laticínios.
Cr (Cromo): Um importante parceiro da insulina na hora de colocar a glicose das refeições, recém-chegada à circulação, no interior das células. 
À mesa, é fornecido por ovos e carnes.
Fe (Ferro) e Co (Cobalto): O cobalto ajuda a formar as hemácias do sangue. O ferro integra a hemoglobina, proteína dessas células que carrega o oxigênio pela circulação. 
Eles vêm das carnes e das oleaginosas.
Alimentos ricos em ferro
Cu (Cobre): Constitui a membrana da mitocôndria, estrutura da célula que produz a molécula de ATP, o combustível celular. 
Sua presença faz a liberação de energia ser gradual.
Zn (Zinco):Oferecido por peixes e frutos do mar, participa da digestão, atua no transporte de oxigênio e nas nossas defesas, além de ser essencial à cicatrização de feridas.
Não-metais (Se) e metais (Mn e Mo)
Se (Selênio), Mn (Manganês) e Mo (Molibdênio): 
O trio é responsável por combater os temidos radicais livres, agentes que envelhecem as células e danificam o DNA. 
Está na castanha-do-pará, na soja e no feijão.
Fonte: Revista Saúde é Vital, 11/2013.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADEÇO SUA VISITA.
VOLTE SEMPRE.