Welcome To My Blogger
O Blogger "Somos Físicos" aborda assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todas as postagens são pesquisas coletadas na internet. OUTUBRO ROSA

Welcome To My Blogger

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

CINÉTICA QUÍMICA (ENEM)

A cinética química estuda a velocidade na qual as reações se processam e os fatores relacionados a isso.
Existe um ramo na ciência que estuda a velocidade das reações químicas e os fatores que a influenciam, é a chamada Cinética Química. Pode se definir reações químicas como sendo um conjunto de fenômenos nos quais duas ou mais substâncias reagem entre si, dando origem a diferentes compostos. Equação química é a representação gráfica de uma reação química, onde os reagentes aparecem no primeiro membro, e os produtos no segundo.
A + B           C + D
Reagentes              Produtos
A Cinética química estuda a velocidade das reações químicas e os fatores que a influenciam. Cinética é uma das mais importantes matérias que compõem o conteúdo programático de Química para o nível médio. Através deste conceito é possível perceber porque reações químicas são surpreendentes, com fatores que podem acelerar, retardar ou modificar os componentes, todos eles fazem de cada processo único. 

A velocidade de uma reação é expressa na medida da rapidez com que os reagentes são consumidos e que os produtos são formados. 
O conhecimento e o estudo das reações, além de ser muito importante em termos industriais, também estão relacionados ao nosso dia a dia.
A velocidade de uma reação é a rapidez com que os reagentes são consumidos ou rapidez com que os produtos são formados. A combustão de uma vela e a formação de ferrugem são exemplos de reações lentas. Na dinamite, a decomposição da nitroglicerina é uma reação rápida.
As velocidades das reações químicas são determinadas através de leis empíricas, chamadas leis da velocidade, deduzidas a partir do efeito da concentração dos reagentes e produtos na velocidade da reação.
As reações químicas ocorrem com velocidades diferentes e estas podem ser alteradas, porque além da concentração de reagentes e produtos, as velocidades das reações dependem também de outros fatores como:

Concentração de reagentes: quanto maior a concentração dos reagentes maior será a velocidade da reação. Para que aconteça uma reação entre duas ou mais substâncias é necessário que as moléculas se choquem, de modo que haja quebra das ligações com consequente formação de outras novas. O número de colisões irá depender das concentrações de A e B. Veja a figura:


Moléculas se colidem com maior frequência se
aumentarmos o número de moléculas reagentes.
É fácil perceber que devido a uma maior concentração haverá aumento das colisões entre as moléculas.

Superfície de contato: um aumento da superfície de contato aumenta a velocidade da reação. Um exemplo é quando dissolvemos um comprimido de sonrisal triturado e ele se dissolve mais rapidamente do que se estivesse inteiro, isto acontece porque aumentamos a superfície de contato que reage com a água.

Pressão: quando se aumenta a pressão de um sistema gasoso, aumenta-se a velocidade da reação.


Um aumento na pressão de P1 para P 2 reduziu o volume de V1 para V1/2, acelerando a reação devido à aproximação das moléculas.
A figura acima exemplifica, pois com a diminuição do volume no segundo recipiente, haverá um aumento da pressão intensificando as colisões das moléculas e em consequência ocorrerá um aumento na velocidade da reação.

Temperatura: quando se aumenta a temperatura de um sistema, ocorre também um aumento na velocidade da reação. Aumentar a temperatura significa aumentar a energia cinética das moléculas. No nosso dia a dia podemos observar esse fator quando estamos cozinhando e aumentamos a chama do fogão para que o alimento atinja o grau de cozimento mais rápido.

Catalisadores: os catalisadores são substâncias que aceleram o mecanismo sem sofrerem alteração permanente, isto é, durante a reação eles não são consumidos. Os catalisadores permitem que a reação tome um caminho alternativo, que exige menor energia de ativação, fazendo com que a reação se processe mais rapidamente. É importante lembrar que um catalisador acelera a reação, mas não aumenta o rendimento, ou seja, ele produz a mesma quantidade de produto, mas num período de menor tempo.

Vela em combustãoreação lenta. Acenda uma vela e atente a turma para o tempo que a parafina gasta para se consumir (algumas horas). 
Papel queimando: reação rápida. Coloque cuidadosamente uma folha de papel para queimar, em poucos segundos ela se consome. 
Nestes casos, o material é que determinou o tempo de combustão, o papel queima mais rápido que a parafina. 
Existem muitos outros fatores que podem modificar a velocidade de uma reação, vamos citar dois deles: superfície de contato e temperatura. 
Superfície de contato 
O aumento da superfície de contato aumenta a velocidade da reação. Para demonstrar esse efeito você vai precisar de 2 comprimidos efervescentes (soluto) e dois copos com água (solvente). 

- Coloque um comprimido inteiro em um dos copos (copo 1); 
- Triture o outro comprimido e coloque no copo 2. 
Em qual dos copos, 1 ou 2, o comprimido se dissolve mais rapidamente? A superfície de contato do soluto no copo 2 é maior, devido ao trituramento, isto explica por que este se dilui mais rápido. 

Temperatura 
Prepare um copo com água quente e outro com água fria. Deposite em ambos uma colher de açúcar e misture, observe a velocidade com que o açúcar irá se consumir. 
A Temperatura neste caso vai influenciar a reação, a água quente vai acelerar a dissolução do açúcar, portanto, no copo com água fria o açúcar irá demorar mais a se dissolver.

http://educador.brasilescola.com/estrategias-ensino/cinetica-quimica.htm
http://www.brasilescola.com/quimica/cinetica-quimica.htm

2 comentários:

AGRADEÇO SUA VISITA.
VOLTE SEMPRE.