Welcome To My Blogger
O Blogger "Somos Físicos" aborda assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todas as postagens são pesquisas e coletadas na internet.

Welcome To My Blogger

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

TALES DE MILETO


Tales (624 - 545 a.C)

Tales nasceu em Mileto na atual Turquia no ano 624 a.C. Filho de nobres fez viagens ao Egito, onde mediu a altura das pirâmides pelas suas sombras e explicou a inundação do rio Nilo, e à Babilônia onde aprendeu geometria que mais tarde introduziu na Grécia.
Tales era um filósofo visionário, que percebia a realidade muito além de seu tempo. Vivendo 2460 anos antes de Charles Darwin, afirmava que o mundo teria evoluído da água por processos naturais. Ele caminhava em todas as direções do conhecimento, da geometria aprendida inicialmente no Egito, por ele transmitida para os gregos, ao uso do relógio solar para dimensionar o tempo; da percepção das diferentes estações do ano, aos estudos sobre a alma humana. Foi também o pioneiro na compreensão do eclipse solar, chegando a prever um destes fenômenos.
O filósofo envolveu-se igualmente em experiências inovadoras com o magnetismo, que na sua época representava apenas uma mera curiosidade em torno de matéria-prima constituída de ferro. 
Ele foi um dos primeiros estudiosos a rejeitar a visão religiosa dos gregos antigos, que viam nos componentes da Natureza, como o Sol, a Lua, e outros, elementos sagrados, deuses a serem reverenciados.

Foi o primeiro a usar o raciocínio lógico dedutivo aplicando-o à geometria e o primeiro autor a ter sido atribuída uma descoberta matemática. Isto é o suficiente para ser considerado por alguns como o primeiro matemático. Nesta área são-lhe ainda atribuídas a demonstração de que os ângulos da base dos triângulos isósceles são iguais; demonstração de que todo diâmetro divide um círculo em duas partes iguais; a demonstração de que ao unir-se qualquer ponto de uma circunferência aos extremos de um diâmetro AB obtém-se um triângulo retângulo em C e obviamente os Teorema de Tales da intersecção e do círculo.

Foi o primeiro dos sete sábios da Grécia e é considerado por Aristóteles como o primeiro filósofo. 
Tales tentou também explicar os fenômenos naturais, como os terremotos, os eclipses e a atração de algumas substâncias (origem do magnetismo) sem referências à mitologia, ideia que deu mais tarde origem à revolução cientifica.
Antecipou-se ainda à física de partículas em mais de dois milênios ao procurar definir a substância de que toda a matéria é composta concluindo que esta é a água. Heraclitus Homericus afirma que Tales tirou esta conclusão ao observar substâncias úmidas transformarem-se em ar, lodo e terra.

Concluiu que os eclipses eram a passagem da lua entre a Terra e o sol ao verificar que ambas são iluminadas por este astro chegando a prever o eclipse de 28 de Maio de 585 a.c. Imaginava ainda a Terra como um enorme disco achatado a flutuar na água que tremia quando a agitação da água era demasiada dando origem aos terremotos, mediu o diâmetro aparente do sol com precisão, determinou a data dos solstícios (difícil dado que a posição solar no céu é praticamente estática não sendo por vezes discernível) o que o pode ter ajudado-o a determinar também, as estações do ano dividindo este em 365 dias conhecimento este, que pode também ter adquirido nas suas viagens ao Egito.
Definiu a constelação da Ursa Menor como sendo vantajosa em relação à Ursa maior para a navegação.
É também atribuída a Tales a primeira referência conhecida sobre uma substância capaz de atrair outras. Numa das suas viagens à Magnésia constatou que pequenas pedras eram atraídas para a ponta de ferro do seu cajado dando começo ao que seria mais tarde o magnetismo e a eletricidade. Tales pegou então na magnetite e no âmbar que ao serem friccionados se atraem e viu esta atração como o poder das coisas vivas de agirem.
 A magnetite e o âmbar tinham então de estar vivos e portanto não havia diferença entre vida e morte.
 Aos olhos deste estava, portanto, todas as coisas estavam “cheias” de deuses.

Muitos escritos também sugerem que Tales não era somente um pensador mas que também estava envolvido em negócios e na política, um deles conta que este comprou todas as prensas de azeitona em Mileto depois de prever o tempo e uma boa colheita num ano em particular.

A vida política de Tales teve principalmente envolvida na defesa de Anatólia contra o poder crescente dos persas que eram então novos para a região.
 Durante a batalha de Halys ocorreu o eclipse solar previsto por Tales o que originou o fim da guerra imediatamente.

Tales morreu em 556 a.c. e embora nenhum texto lhe possa ser atribuído deixou um enorme legado sob a forma da escola que fundou, a escola Jônica (primeira no mundo ocidental) e dos seus discipulos Anaxímenes e Anaximandro tendo uma grande influência nos outros pensadores gregos (acredita-se que terá aconselhado Pitágoras, discípulo de Anaximandro, a visitar o Egito para prosseguir nos seus estudos de filosofia e
de matemática) e portanto na história do ocidente. Tales de Mileto foi um dos primeiros a procurar conhecimento tendo feito no século VI A.C a pergunta “Qual a substância de que é constituída toda a matéria?”. 
A resposta ainda estaria por ser descoberta.
O céu de Tales

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADEÇO SUA VISITA.
VOLTE SEMPRE.