Os pontos da corda oscilam, porém não são carregados pelo pulso.
Podemos verificar isso fazendo um barquinho de papel e colocando-o num recipiente contendo água.
Ao produzirmos uma onda na superfície da água, notamos que quando essa onda passar pelo barco, este vai apenas subir e descer, porém não será arrastado pela água, porque ela não se movimenta horizontalmente e sim oscila verticalmente, para permitir a passagem da perturbação.

Ondas

A onda é uma sucessão periódica de pulsos, ou seja, quem produz o pulso (fonte de onda) o faz continuamente e no mesmo ritmo.
A onda transporta energia e não a matéria do meio.
A onda é uma pertubação que se propaga.

Formas de Ondas

Podemos classificar as ondas, quanto à forma, em dois tipos: longitudinal e transversal.
  • Onda Longitudinal
É a onda que se propaga num meio de forma que a direção de vibração coincide com a direção de propagação.



Podemos citar como exemplo as ondas audíveis (ondas sonoras) que entram pela cavidade dos nossos ouvidos, vindas pela vibração das moléculas de ar.

Onda Transversal 
É a onda que se propaga de forma que a sua direção de propagação é perpendicular à direção de vibração.

 

Natureza das Ondas

Podemos classificar as ondas quanto à sua natureza em: mecânica e eletromagnética.
Onda Mecânica
A onda é dita mecânica, quando só se propaga em meios materiais, de forma a vibrar os pontos deste meio. Ela pode ser longitudinal ou transversal.
Por exemplo, a onda que se movimenta numa corda.
O som é uma onda mecànica.



Onda Eletromagnética

A onda é dita eletromagnética, quando se propaga tanto no vácuo quanto em certos meios materiais, sem vibrar os pontos do meio. Por exemplo, a luz ou as ondas de rádio e TV, que podem propagar-se no vácuo, ar, água etc.