"Somos Físicos". Assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todos os assuntos resultam de pesquisas coletadas na própria internet.

Welcome To My Blogger

domingo, 16 de setembro de 2012

DUBAI

Dubai (em árabeدبيّDubayy) é um dos sete emirados e a cidade mais populosa dos Emirados Árabes Unidos (EAU) com aproximadamente 2 262 000 habitantes. Está localizada ao longo da costa sul do Golfo Pérsico na Península Arábica na Ásia.
 O município muitas vezes é chamado de "Cidade de Dubai" para diferenciá-lo do emirado de mesmo nome. Dubai é conhecida mundialmente por ser extremamente moderna, "futurista" e com enormes arranha-céus e largas avenidas.
Existem registros da existência da cidade pelo menos 150 anos antes da formação dos EAU. Dubai divide funções jurídicaspolíticasmilitares e econômicas com os outros emirados, embora cada emirado tenha jurisdição sobre algumas funções, tais como a aplicação da lei civil e fornecimento e manutenção de instalações locais. Dubai tem a maior população e é o segundo maior emirado por área, depois de Abu Dhabi.
Dubai e Abu Dhabi são os únicos emirados que possuem poder de veto sobre questões de importância nacional na legislatura do país. Dubai tem sido governado pela dinastia Al Maktoum desde 1833. O atual governante de Dubai, Mohammed bin Rashid Al Maktoum, é também o Primeiro-Ministro e Vice Presidente dos Emirados Árabes Unidos.
A receita do emirado é proveniente do turismocomérciosetor imobiliário e serviços financeiros.
 As receitas de petróleo e gás natural contribuem com menos de 6% (2006) do PIB de US$ 37 bilhões da economia de Dubai (2005). O setor imobiliário e da construção, por outro lado, contribuiu com 22,6% da economia em 2005, antes do atual boom da construção em larga escala.Dubai tem atraído atenção através dos seus projetos imobiliários e acontecimentos esportivos. 
Esta maior atenção, coincidindo com o seu aparecimento como um concentrador de negócios mundial, pôs em destaque questões dos direitos humanos relativas à sua mão-de-obra em grande parte externa.
De acordo com o censo realizado pelo Centro de Estatísticas de Dubai, a população do emirado era de 1 422 000 de habitantes em 2006, sendo 1 073 000 homens e 349 000 mulheres.
A região abrange 1287,4 km². A densidade populacional é 408,18/km² mais de oito vezes maior do que todo o país. Dubai é a segunda cidade mais cara da região, e 20ª cidade mais cara do mundo.
Em 1998, 17% da população do emirado era composta por pessoas nascidas nos EAU. Aproximadamente 85% da população de expatriados (e 71% da população total do emirado) eram asiáticos, principalmente indianos (51%), paquistaneses (15%), bangladeshiano (10%) e outros (10%).Um quarto da população no entanto tem vestígios em suas origens de ancestrais iranianos.Além disso, 16% da população (ou 288.000 pessoas) vivem em habitações coletivas de trabalho e não foram identificados por etnia ou nacionalidade, apesar de terem sido considerados como asiáticos.A idade mediana no emirado foi de cerca de 27 anos. A taxa de natalidade, em de 2005, foi de 13,6%, enquanto a taxa de mortalidade foi de cerca de 1%.
Embora o árabe seja a língua oficial de Dubai, o urdu, o persa, o hindi, o malaiala, o bengali, o tamil, o tagalo,chinês e outros idiomas são também falados em Dubai. O inglês é a língua franca da cidade e é muito falada pelos moradores.
O Artigo 7º da Constituição Provisória dos EAU declara o Islã como a religião oficial do país. O governo subsidia cerca de 95% das mesquitas e emprega todos os imames, aproximadamente 5% das mesquitas são totalmente privadas, e várias grandes mesquitas recebem grandes doações privadas.
Dubai tem também grandes grupos de cristãoshindussikhsbudistas e outras comunidades religiosas que residem na cidade. Grupos não-muçulmanos podem possuir suas próprias casas de culto, onde eles podem praticar sua religião livremente, solicitando uma concessão de terras e permissão para construir um templo. Os grupos que não têm os seus próprios edifícios devem utilizar as instalações de outras organizações religiosas ou de culto em casas particulares. Grupos não-muçulmanos estão autorizados a anunciar abertamente funções de grupo, no entanto, proselitismo ou distribuição de literatura religiosa é estritamente proibida, sob pena do procedimento penal, prisão e deportação para se engajar em conduta ofensiva ao Islã.

Produto Interno Bruto (PIB) de Dubai em 2005 foi US$ 37 bilhões. Embora a economia de Dubai tenha sido construída através da indústria do petróleo, as receitas de petróleo e gás natural representam atualmente menos de 6% das receitas do emirado. Estima-se que Dubai produz 240.000 barris de petróleo por dia e quantidades substanciais de gás em campos. O emirado possui 2% das reservas de gás dos EAU. As reservas de petróleo de Dubai diminuíram significativamente e estima-se que se esgotarão em 20 anos. Os setores Imobiliário e de Construção (22,6%), Comércio (16%), entreposto (15%) e de serviços financeiros (11%) são os maiores contribuintes para a economia de Dubai.
Um levantamento da City Mayors classificou Dubai com a 44ª melhor cidade financeira do planeta, enquanto outro relatório da City Mayors indicou que Dubai é a 33ª cidade mais rica do mundo, em termos de paridade do poder de compra (PPC).
Entre os principais destinos de re-exportação de Dubai incluem-se o Irã (US$ 790 milhões), Índia (US$ 204 milhões) e Arábia Saudita (E.U. 194 milhões dólares). As principais fontes de importação do emirado são Japão (US$ 1,5 bilhão), China (US$ 1,4 bilhão) e os Estados Unidos (US$ 1,4 bilhão).
Historicamente, Dubai e o seu irmão gêmeo, Deira (independente da cidade de Dubai na época), tornaram-se importantes portos de escala para os fabricantes ocidentais. A maioria dos novos bancos e centros financeiros da cidade estão localizados na área portuária. Dubai manteve a sua importância como uma rota de comércio nos anos 1970 e 1980. Dubai possui livre-cambismo em ouro e até a década de 1990, foi um importante centro de "comércio de contrabando ativo" de lingotes de ouro a Índia, onde a importação de ouro era restrita.
Porto Jebel Ali de Dubai, construído na década de 1970, é o maior porto artificial do mundo e estava em oitavo lugar a nível mundial no volume de tráfego de containers. Dubai também está se desenvolvendo como como um centro para indústrias de serviços, como a TI e finanças, com a criação de zonas francas específicas em toda a cidade. A Dubai Internet City, combinada com a Dubai Media City, como parte de TECOM (Dubai Technology, Electronic Commerce and Media Free Zone Authority) é um enclave, como TI, cujos membros incluem empresas como a EMC CorporationOracle CorporationMicrosoft e IBM, e as organizações de mídia como o MBCCNNBBCReutersSky News e AP.
Ski Dubai, que já está aberto, é a maior instalação de esqui indoor do mundo
O hotel Burj al-Arab em Dubai. O hotel mais alto do mundo. Considerado o hotel estrela só '7 'e o hotel mais luxuoso do mundo.
Ele fica em uma ilha artificial no mar.

A MAIOR FONTE DE ÁGUA DO MUNDO
dubai_fountain_2.jpg
dubai_fountain_3.jpg
dubai_fountain_6.jpg
dubai_fountain_4.jpg

SEA PARADISE

O Japão é um país que tem um grau de beleza de uma fantástica e interessante.
Este belo local é um lugar ideal para você e sua família querem passar o tempo no feriado em algum lugar impressionante e não será esquecido.
 Este parque marinho é realmente vai dar uma experiência muito gratificante para quem a visita, não só porque pode fazer "idéia legal", mas também a perceber que a natureza tem tão bem e oferecendo tudo para a satisfação das necessidades humanas.
 Ao visitar este lugar que você vai ser despertado sobre isso.
Estar na beira da Baía de Tóquio, Yokohama Hakkeijima Sea Paradise é o lar de muitas espécies protegidas subaquáticas. Você pode elaborar uma variedade de beleza e plenitude de animais submarinos aqui livremente. Várias instalações existem neste local pode ser bastante completo, como lojas, ótimos restaurantes, hotéis e muito mais para que você não precisa de todo o caminho do Hakkeijima bairro para apenas encontrar um lugar para comer ou alojamento.
 Nada de errado se você capturar todos os momentos dos pontos de vista e interesses que você.
Hakkeijima Sea Paradise de Yokohama tem uma área total de até 24 hectares que podem ser comparados com 18 vezes o tamanho da Tokyo Dome campo magnífico.Atmosfera dentro de si parece muito atraente e também você vai sentir a liberdade absoluta. Em que existem mais de 500 espécies de peixes tornando-se um peixe jardim (aquário), o maior do Japão.Neste local você também pode ver a beleza sob o mar através de um longo túnel. 
Assim, como você está no meio do submarino que pode livremente observar uma variedade de biota submarino fantástico
yokohama Hakkeijima Sea Paradise sob o mar tão bonito

O PLÁSTICO

Os materiais plásticos têm um século de existência. As primeiras pesquisas com produtos sintéticos (produtos que não são retirados diretamente da natureza) datam do final do século XIX.
A primeira idade de ouro do plástico ocorreu na década de 20 do século XX, de lá até os dias de hoje sua produção só aumentou (FRANCHETTI e MARCONATO, 2006), sendo que, a partir da segunda guerra mundial ocorreu a maior expansão, graças ao preço barato do petróleo.
A inserção desse novo material na sociedade causou mudanças consideráveis no meio ambiente, pois até o início do século XX , a maioria dos lixos eram biodegradáveis e sua permanência na natureza não era duradoura, com o plástico, acrescentamos um produto ao meio ambiente  que dura mais de cem anos para ser decomposto.
A grande aceitação do plástico se deu basicamente por este ser flexível e de fácil manuseio, utilizado na fabricação de brinquedos, peças automotivas e embalagens dos mais diversos produtos alimentícios. Sendo que, as embalagens mereceram uma maior atenção de nossa parte. 
São dois os principais problemas: um de ordem ambiental e outro de saúde.
A palavra de ordem para solucionar o problema do acúmulo do plástico é reciclagem, pois o material é propício a tal prática, além disso, pode surgir através da reciclagem cooperativas de trabalhadores que, pelo menos em tese, se beneficiarão dessa prática. O que acontece na realidade não é isso! Um dos países que mais recicla são os Estados Unidos e ela ocorre em apenas 1,5% do total de plásticos produzidos, em outros países a situação não é melhor, principalmente naqueles subdesenvolvidos onde a coleta seletiva ainda é uma prática pouco utilizada.
Quanto à saúde, uma análise que minimiza os problemas do uso do plástico é  de que o material possui baixa toxidade, tanto exposto às intempéries como em embalagens de produtos alimentícios. Essa afirmação precisa ser analisada com mais critérios. É verdade que o plástico exposto ao meio ambiente não reage fácil em condições normais de temperatura, porém acumula microorganismos nocivos à saúde e torna-se criadouro de larvas de insetos indesejáveis. Quanto às embalagens, estudos recentes apontam que o plástico exposto a temperaturas superiores a 40º centígrados sofre alterações consideráveis, produtos gordurosos e alcoólicos podem reagir com os plásticos. Por isso esse material não é recomendável para conter tais produtos.

O plástico está em todo lugar. Enquanto você lê este artigo, provavelmente muitos itens de plástico estão ao seu alcance (computador, caneta, telefone). Plástico é qualquer material que possa ser moldado em qualquer formato; alguns existem naturalmente, mas a maioria é feita pelo homem.
Os plásticos são feitos a partir do petróleo. O petróleo é uma matéria-prima rica em carbono, e os plásticos são grandes compostos que contêm carbono. São grandes moléculas chamadas polímeros, que são compostos formados pela combinação de unidades menores (geralmente repetitivas) unidas por ligações covalentes chamadasmonômeros.
 Os químicos combinam vários tipos de monômeros de maneiras diferentes para fazer uma variedade quase infinita de plásticos com propriedades químicas diferentes. A maioria dos plásticos é quimicamente inerte e incapaz de sofrer reações químicas com outras substâncias. Você pode armazenar álcool, sabão, água, ácido ou gasolina em um recipiente plástico sem dissolvê-lo. 
O plástico pode ser moldado em uma variedade quase infinita de formatos; portanto, você o encontra em brinquedos, xícaras, garrafas, utensílios, fios, carros, e até no chiclete.
 Os plásticos revolucionaram o mundo.

Como não reage quimicamente com a maioria das outras substâncias, o plástico não se desintegra. Portanto, o ato de jogar plástico fora representa um problema ambiental difícil e importante. O plástico permanece no ambiente por séculos, então a reciclagem é o melhor método.
 Porém, estão sendo desenvolvidas novas tecnologias para fabricar plástico a partir de substâncias biológicas, como óleo de milho.
 Esses tipos de plásticos seriam biodegradáveis e melhores para o meio-ambiente.
l