Welcome To My Blogger
O Blogger "Somos Físicos" aborda assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todas as postagens são pesquisas coletadas na internet.

Welcome To My Blogger

terça-feira, 24 de abril de 2012

USINA HIDRELÉTRICA


A água represada possui energia potencial gravitacional que 
se converte em energia cinética.
 Essa energia cinética é transferida às turbinas, que movimentam o gerador; e o gerador, por sua vez, converte essa energia cinética em energia elétrica a qual será enviada através de condutores ao seu destino. Itaipu atualmente é a maior produtora de energia elétrica.
Após sua "produção", a energia elétrica passa por transformadores que preparam-na para ser transmitida. Durante a transmissão, parte dessa energia é "perdida" sob a forma de calor que aquece a linha de transmissão. Para chegar ao usuário final, a energia elétrica passa novamente por transformadores que a preparam para ser usada. 


Finalmente ao chegar ao usuário ele pode transformá-la em outras formas de energia, como por exemplo energia sonora, ao ligar um aparelho de som, ou transformá-la em energia luminosa, quando acendemos uma lâmpada, ou mesmo deixamos alguns aparelhos no modo standby. 

Observe que não é tão fácil a produção de energia elétrica, além do que demanda muito trabalho e consumo de água represada.

Principais Usinas Hidrelétricas:

Três Marias, na Bacia do São Francisco ( que abastece o complexo siderúrgico do vale do Aço mineiro), Usinas de Salto Grande e Mascarenhas, no Rio Doce,que geram energia para os mercados fluminenses. Grande parte das usinas hidrelétricas da Bacia do Paraná foi implantada durante as décadas de 50 e 60.
No início da década de 70 a Cesp completou o complexo Urubupungá, formado pelas usinas de Ilha Solteira e Jupiá com capacidade total de 4500 megawatts. As usinas de São Simão e Cachoeira Dourada também já estaveam em fase de construção. 


Dedpois delas, foi construída a grande Usina de Água Vermelha, no Rio Grande. A maior usina do mundo é atualmente Itaipu. 
A China atualmente pretende construir a Usina de Três Gargantas que produzirá 18.200 Mw (megawtts), 84,6 milhões de MWh superando a produção de Itaipu que gera 90 milhões de MWh e terá 14.000Mw com mais duas unidades que estão sendo montadas.
 A segunda maior usina do mundo é Grand Coulee nos EUA produz 50 milhões de Mwh. 


COMO OCORREM OS APAGÕES?
Quando há um período grande de seca, os rios perdem volume e o nível do reservatório das usinas cai, diminuindo a força da queda d’água. Consequentemente, algumas turbinas têm que ser desligadas, o que causa um déficit na produção de energia. Acontece que boa parte das usinas brasileiras funciona em regime de fio d’água. Isso significa que elas não possuem um reservatório que permita grande capacidade de armazenamento. O Brasil é capaz de guardar água equivalente ao consumo de 6 meses. 
Dessa forma, com o sistema altamente interligado, as usinas que não têm reservatório geram “no máximo” em época das cheias, enquanto as usinas que possuem capacidade de armazenamento guardam a água para o futuro.
O problema é que a falta de investimento em novas fontes de energia e linhas de transmissão em 2001 foram os fatores que mais contribuíram para a crise do apagão. Sem planejamento, houve o uso abusivo da reserva. A partir daí, o governo enxergou a real necessidade de reestruturar a matriz energética brasileira, com o propósito de organizar melhor e planejar a exploração da força d’água para a produção de energia elétrica.
Nesse viés, as termoelétri cas, que sempre foram necessárias na complementação de energia de base, no entorno de 12 a 15%, ganharam mais força na tentativa do governo suprir as demandas do País, já que não havia como expandir a produção hidráulica na época. O que o consumidor não esperava, de fato, era o aumento do preço da energia e a redução da força para o mercado consumidor com a prática do racionamento.



USINAS X MEIO AMBIENTE
Diferente do que se pensa, todas as formas de produção de energia afetam de algum modo a natureza, pois elas advêm da transformação dos recursos naturais. “A energia solar, apesar de não poluir na fase de operação, utiliza células fotovoltaicas cuja fabricação envolve a produção de perigosos materiais, tais como o arsênico, cádmio ou silício inerte. A queima de biomassa, apesar da absorção do CO2 emitido pelo replantio, polui a atmosfera com particulados. A biomassa também estaria associada à necessidade de extensas áreas voltadas para o cultivo de energéticos, podendo deslocar o plantio de outras culturas voltadas ao consumo humano. Já a energia eólica causa problemas de ocupação extensiva de terras, ruído e pode ser uma ameaça à vida de aves silvestres”.

Apesar de ser considerada uma fonte “limpa”, por não emitir poluentes, e ser economicamente rentável, a construção de uma usina hidrelétrica também não está isenta de problemas (Veja box Prós e contras na construção de uma usina hidrelétrica).

Por: Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada


BELO MONTE





Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADEÇO SUA VISITA.
VOLTE SEMPRE.