Welcome To My Blogger
O Blogger "Somos Físicos" aborda assuntos diversos relacionados a Ciência, Cultura e lazer.Todas as postagens são pesquisas e coletadas na internet.

Welcome To My Blogger

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

GIGANTES NA TERRA




Nefilim, do hebraico נְפִלנ ְפִיל nefilím, que significa desertores, caídos, derrubados, mas tal termo é uma variação do termo נָפַל. Deriva da forma causativa do verbo nafál ou nefal (cair,queda,derrubar,cortar). 
Traz uma ideia de dividido, falho, queda, perdido, mentiroso, desertor.
Literalmente os que fazem os outros cair ou mentir.
A Bíblia faz menção aos Nefilins como "anjos caídos", "espíritos impuros" ou "demônios", e no tal apócrifo Livro de Enoque como "vigilantes", sendo em ambos os tais anjos que copularam com as filhas dos homens e engendraram esta raça híbrida dos gigantes.
Lembrando que a palavra Elohim em hebraico está no plural e significa 
Os Elevados trazendo a referência lógica e clara de onde surgiram os Nefilins.
 Nefilim portanto é o grupo de Elohim que se rebelaram adquirindo o epíteto que corretamente significa: 
Os Elevados Desertores.

Os gigantes são o resultado de uma união entre duas espécies, seres que foram alterados geneticamente devido a compatibilidade entre as mulheres humanas e os Nefelins. Na Bíblia, podemos identificar alguns dos descendentes dos Nefelins na terra por serem antigos governantes, como aponta o livro de Números 13:33
No livro de Números temos uma referência da genealogia dos Nefelins entre os homens e também o local onde habitavam. Números 13:22.
“E subindo para o Negebe, vieram até Hebrom, onde estavam Aimã, Sesai e Talmai, filhos de Anaque.(Ora, Hebrom foi edificada sete anos antes de Zoã no Egito).”
á no livro de Deuteronômio podemos conhecer um pouco das características físicas dos Nefelins. Deuteronômio 9:2
“Um povo grande e alto, filhos dos anaquins, que tu conhecestes, e dos quais tens ouvido dizer: Quem poderá resistir aos filhos de Anaque?”
Neste versículo há uma segunda referência aos filhos de Deus, onde são chamados de Anaquins. 
A Palavra Anaquin tem origem no idioma sumério(Escrita Cuneiforme) da palavra Suméria Anunnaki que significa Aqueles que do céu desceram à Terra, o que corrobora o versículo bíblico com narrativas Sumérias e Mesopotamica como a Epopéia de Atra Hasis.
Ainda no livro de Deuteronômio podemos identificar outras referências aos Nefelins como apresenta o capítulo 2 versículos 10 e 11. Deuteronômio 2:10,11
“Antes haviam habitado nela os Emins, povo grande e numeroso, e alto como os Anaquins;
Eles também são considerados Refains como os anaquins; mas os moabitas lhes chamam Emins.”
Depois de compreendermos estes versículos fica mais esclarecedor a batalha citada no livro do Gênesis, no capitúlo 14:5.
Mesmo não tendo nenhuma outra referência na Bíblia sobre os Zuzins podemos logicamente concluir que os Zuzins também eram descendentes dos Nefelins na Terra. No livro de Deuteronômio podemos compreender que alguns povos apenas davam outros nomes aos filhos de Deus ou Nefelins e seus descendentes. Deuteronômio 2:20
Flávio Josefo faz uma distinção entre os gigantes e o fruto das relações entre os "Filhos de Deus" e as "filhas dos homens", quando afirma em sua obra: "... e os grandes da terra, que se haviam casado com as filhas dos descendentes de Caim, produziram uma raça indolente que, pela confiança que depositavam na própria força, se vangloriava de calcar aos pés a justica e imitava os gigantes de que falam os gregos." (Antiguidades Judaicas). 
Aparece pela primeira vez em Génesis 6 traduzido como Gigantes, na maioria das versões bíblicas.

Na tradução Almeida (ALA),"filhos de Deus" se refere aos descendentes de Sete, nessa mesma tradução o hebraico nefilím é vertido por "gigantes". 
Os Nefilins são descritos como "os poderosos [em hebr. hag gibborím] da Antiguidade" e os "homens de fama [ou "heróis", MC]".
A narrativa bílbia diz que Deus  decretou um dilúvio, atualmente é conhecido pela ciência moderna que o nosso planeta passa por um processo cataclísmico e cíclico e após a ocorrência do mesmo toda a sociedade humana foi destruída.
 O relato termina com dilúvio bíblico eliminando a raça humana juntamente com os Nefilins, os filhos dos filhos de Deus. Por fim, recomeça uma nova humanidade e os genitores dos Nefilins são eliminados como afirma o livro de Josué. Josué 15:14

«Quando os homens começaram a se multiplicar sobre a face da terra e lhes nasceram filhas, os  Nefilins viram que as filhas dos homens e que eram belas e desceram do Céu para ter relações sexuais com elas e tomaram como mulher todas as que lhes agradaram. 
Gênesis 6.2


Um 'Anjo caído é um demóniodo grego δαίμων (o que divide), que na tradição judaico-cristão, é um ser intermediário entre o homem e Deus, um anjo, que afastando-se do plano divino, tornou-se voluntariamente um espírito do Mal.

Na teologia cristã (católicaortodoxa e protestante) é o Anjo Caído ou Anjo Decaído é um anjo que cobiçando um maior poder, acaba se entregando "às trevas e ao pecado".

 O termo "anjo caído" indica que é um anjo que caiu do Paraíso
O Anjo Caído mais famoso é o próprio Lúcifer

Lúcifer Expulso do Céu, gravura de Gustave Doré para o Paraíso Perdido de John Milto
Quadro de Mihály Zichy, "Lúcifer". Mostra o banimento de Lúcifer do Céu por Deus
Quadro de Mihály Zichy, "Lúcifer". Mostra o banimento de Lúcifer do Céu por Deus

A queda do Diabo, segundo Gustave Doré.
O termo Nefelim significa literalmente "os caídos", sendo um eufemismo comum para "os mortos", 
(por exemplo, Jeremias 6:15 diz: "eles cairão entre os que caem [em hebraico nopelim]"). 
Em Ezequiel 32:27, temos os Nefilim como guerreiros que caíram: 
Em outras partes da tradição bíblica, os Nefilim são descritos como gigantes, que eram os habitantes nativos de Canaã.
Citações bíblicas indicam a existência de Gigantes na Terra. 
"Ora, naquele tempo havia gigantes na Terra;..." Genêsis 6:4. 
Então existiram mesmo gigantes em nosso planeta?

Registros Fósseis
Em vários lugares foram encontrados dezenas de fósseis, incluindo pegadas, que comprovam a existência de raças de homens gigantes. Como a que há nos arredores do Rio Paluxy, no Texas, EUA, que seria de uma mulher, que possuía cerca de 3,05 m de altura e cerca de 454 kg de peso, ou o gigante fossilizado de 3,65 metros, que foi desenterrado durante uma operação mineira em County Antrim, Irlanda, ainda no século 19. 
Também no final dos anos 50 durante a construção de uma estrada no sudeste da Turquia, em Homs e Uran-Zohra no Vale do Eufrates, região próxima de onde viveu Noé após o dilúvio, foram encontradas várias tumbas de gigantes. Elas tinham 4 metros de comprimento, e dentro de duas estavam ossos da coxa (fêmur humano) medindo cerca de 120 centímetros de comprimento.
 Calcula-se que esse humano tinha uma altura de aproximadamente 4 metros e pés de 53 centímetros. 
Uma cópia do osso está sendo comercializada pelo Mt. Blanco Fóssil Museum na cidade de Crosbyton, Texas, EUA.
Mas a pergunta que não quer calar é:

 Por que essas descobertas não são divulgadas?

 É muito simples: Tudo aquilo que não se encaixa na teoria evolucionista e funciona de alguma maneira para comprovar a veracidade bíblica é descartado.

 Primeiro, que o que eles não pudem explicar vão tentar esconder, segundo vão afirmar que é uma anomalia, e por último se calar e tentar calar a quantos puderem. 
O evolucionismo não explica satisfatoriamente a complexidade dos seres vivos. 
A biologia molecular e a biologia celular revelam mecanismos cuja origem os darwinistas nem se atrevem a tentar explicar.
Registro Bíblicos
Os escritores bíblicos falam de pessoas gigantes, com quase três metros de altura. Assim afirmam alguns textos bíblicos sobre esses gigantes:


"Naqueles dias estavam os nefilins na terra, e também depois, quando os filhos de Deus conheceram as filhas dos homens, as quais lhes deram filhos. Esses nefilins eram os valentes, os homens de renome, que houve na Antigüidade". (Gênesis, 6: 4).



"Também vimos ali os nefilins, isto é, os filhos de Anaque, que são descendentes dos nefilins; éramos aos nossos olhos como gafanhotos; e assim também éramos aos seus olhos" . (Números, 13: 33).



"Então saiu do arraial dos filisteus um campeão, cujo nome era Golias, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo. Pela medida antiga, a menor de um côvado que era de 45 cm, Golias tinha a altura de 2,85 a 2,90 mt mais ou menos". (I Samuel, 17: 4).


O termo hebraico para gigantes é nephlins, e é um termo um pouco obscurecido, sendo que, a luz de
 Nm 13.33, seriam realmente pessoas de alta estatura 
(Golias possuía quase 3 metros de altura, 1 Sm 17.4). 


Existem os registros bíblicos e os registros fósseis, então, será que existiram mesmo homens de 3 m na terra?
E eles foram realmente filhos de anjos rebeldes?

Johann Petursson (1913-1984) de 2,63 m

Referências para consulta
• Os Nefelin, os filhos dos anjos



Referências Bíblicas
• Gn 6:4
• Nm 13:33
• Dt 1:28
• Dt 2:10-21
• Dt 3:11-13
• Dt 9:2
• Js 12:4
• Js 13:12
• 2Sm 21:16-22
• 1Cr 20:4-8
• Sl 89




4 comentários:

  1. Os filhos de Anaque não podem ser descendentes dos Nefilins. Estes homens de estatura extraordinária, chamados de filhos de Anaque (provavelmente significando “Pescoço-comprido [quer dizer, de estatura alta]”), não eram realmente nefilins, conforme relatado, mas eram apenas homens extraordinariamente altos, porque os nefilins, descendentes de anjos e mulheres (Gên 6:4), pereceram no Dilúvio. A Bíblia diz:

    Gênesis 6:13 "Depois, Deus disse a Noé: “Chegou o fim de toda a carne diante de mim, porque a terra está cheia de violência por causa deles; e eis que os arruíno juntamente com a terra."

    Gênesis 7:23 "Assim extinguiu toda coisa existente que havia na superfície do solo, desde o homem até o animal, até o animal movente e até a criatura voadora dos céus, e eles foram obliterados da terra; e sobreviviam somente Noé e os com ele na arca."

    Todas as pessoas que viveram na terra após o dilúvio são descendentes da família de Noé. A Bíblia diz:

    Gênesis 10:32 "Estas foram as famílias dos filhos de Noé, segundo as suas linhagens, pelas suas nações, e destas é que as nações se espalharam pela terra, depois do dilúvio."

    O Dilúvio obrigou os anjos que pecaram a voltar ao corpo espiritual. Mas Deus os impediu de reassumir “sua posição original”. (Judas 6) A Bíblia diz:

    2 Pedro 2:4, 5 "Certamente, se Deus não se refreou de punir os anjos que pecaram, mas, lançando-os no Tártaro, entregou-os a covas de profunda escuridão, reservando-os para o julgamento; e ele não se refreou de punir um mundo antigo, mas preservou a Noé, pregador da justiça, junto com mais sete, quando trouxe um dilúvio sobre um mundo de pessoas ímpias

    O Tártaro não é um lugar específico; é uma condição rebaixada, semelhante à prisão, que limita a atividade desses anjos banidos. A Bíblia diz:

    Judas 6 "E os anjos que não conservaram a sua posição original, mas abandonaram a sua própria moradia correta, ele reservou com laços sempiternos, em profunda escuridão, para o julgamento do grande dia."

    Embora os demônios ainda tenham grande poder e influência sobre a mente e a vida das pessoas, (Mateus 12:43-45; Lucas 8:27-33)eles não podem mais se materializar para ter filhos. Portanto, os anaquins não podem ser descendentes dos Nefilins. Eram apenas uma raça de pessoas de tamanho extraordinário que habitavam as regiões montanhosas de Canaã, bem como algumas áreas costeiras, especialmente no S delas. Em certo tempo, três homens destacados dos anaquins, Aimã, Sesai e Talmai, moravam em Hébron. (Núm 13:22) Foi aqui que os 12 espias hebreus viram pela primeira vez os anaquins, e 10 dos espias subseqüentemente fizeram um relato atemorizante dessa experiência, alegando que tais homens eram descendentes dos nefilins antediluvianos, e que, em comparação com eles, os hebreus eram como “gafanhotos”. (Núm 13:28-33; De 1:28) Sua elevada estatura resultou em serem usados como padrão de comparação ao se descrever até mesmo os homens gigantescos dentre os emins e os refains. Sua força, evidentemente, motivou o dito proverbial: “Quem se pode manter firme diante dos filhos de Anaque?” — De 2:10, 11, 20, 21; 9:1-3.

    A Bíblia fornece relatos de homens de estatura extraordinária. Havia Ogue, rei de Basã, um dos refains, cujo esquife tinha nove côvados (4 m) de comprimento e quatro côvados (1,8 m) de largura. (De 3:11) Golias, de Gate, morto por Davi, tinha seis côvados e um palmo (2,9 m) de altura. Um indício do tamanho e da força de Golias era o peso da sua armadura. Sua cota de malha de cobre pesava 5.000 siclos (57 kg); a lâmina de ferro da sua lança pesava 600 siclos (6,8 kg). — 1Sa 17:4-7.

    ResponderExcluir
  2. Outra coisa: http://www.e-farsas.com/gigantes-nephilim-descobertos-na-grecia.html

    ResponderExcluir
  3. Olá...gostei do blog...vc compilou muita coisa sobre o assunto que me interessa também...e como aluno de graduação em física, gostaria de saber, se possível, o que te causou o interesse pela matéria..hehehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nildo!!
      Sou uma pessoa da ciência, gosto da pesquisa e da comprovação, mas apesar do ceticismo, sei que há muito mais coisas entre o céu e Terra do que sonha nossa vã filosofia, entre assuntos biblicos, arqueologia e ciência, eu vou aprendendo!
      Obrigada pela visita!

      Excluir

AGRADEÇO SUA VISITA.
VOLTE SEMPRE.